edição:Velho Conselheiro Ze de Mello a 29.12.06
Etiquetas:

Neste último édito do ano da graça de 2006 vamos olhar para os 365 dias que foram acompanhados por 277 éditos por parte deste Velho Conselheiro e muitos mais comentários de visitantes e co-Conselheiros.

Este foi o ano de afirmação do projecto “Zé de Mello”. Iniciou-se com os Prémios Zé de Mello’05, que atingiram os objectivos traçados e que se repete no momento com a atribuição previstas para o feriado Municipal próximo. Ao mesmo tempo, ainda em Janeiro, iniciaram-se as entrevistas “na primeira pessoa…” que apesar das restrições técnicas e pessoais mantiveram ao longo de 2006 nove conversas com Elvenses fora de Elvas. Foi um ano de crescimento da família “Zé de Mello” com a criação da Videoteca e d’Os Grandes Elvenses.

Mas foi também um ano de triste memoria para os Elvenses, com o encerramento da Maternidade Mariana Martins e do último bastião castrense da Cidade de Elvas, o já saudoso RI8, tendo motivado a Carta Aberta ao Regedor aqui publicada a 21/02/06. (ver
aqui ). Elvas teve durante vários meses direito a diversas referências nos órgãos de comunicação nacional motivadas pelos assuntos anteriores mas também pela mega invasão de máquinas agrícolas no Centro Histórico da Cidade a 16/03/06. Também em Março conhecemos o projecto para o Rossio de S. Francisco que se encontra, conforme o prometido, em fase final de conclusão, e que é uma das obras de requalificação que mais vai dignificar a Cidade, dando ao entrono do Aqueduto o prestigio e a utilidade secular de lugar de feiras.
Também na Primavera de 2006 ficou-se a saber que a Administração do Cemitério de S. Francisco iria ser entregue a privados, e conforme pré-anunciado, à Servilusa. (Já repararam os caros Conselheiros que as fotos utilizadas para promover o Centro Crematório pelo Regedor são pertença desta mesma empresa?!)

Em Maio, e por primeira vez, é aqui utilizado o termo Coliseu referindo-nos à antiga Praça de Touros de Elvas, conjuntamente com “Cidade de Elvas” conforme desejo dos visitantes e co-Conselheiros do blogue, após votação online. Utilizando processo idêntico foi também da opinião dos co-Conselheiros que a Feira de Maio deveria transformar-se numa Feira de Actividades Ecónomicas (ver
aqui ). Foi também no mês das seculares “Maias” que chamámos a atenção para os separadores e rotundas da Circular da Cidade à Zona Desportiva, e, para o mau estado de conservação do Posto de Turismo do Morgadinho. Se no primeiro caso ainda esperamos resolução, o mesmo não podemos dizer da mão de pintura que o Posto de Turismo recebeu dias depois.

Em Junho, Elvas passa a ter mais um quinzenário: o Boletim Municipal é distribuído às casas do Concelho, e também às caixas de correio fora de portas, de 15 em 15 dias. Foi também neste mês que, por 2ª vez, se chamou a atenção para a falta de sinalização turística na A6 e assim continua! Quando ao Centenário da classificação do Castelo de Elvas como Património Mundial o édito (ver
aqui ) surtiu o efeito desejado e, pelo menos, houve programa, ainda que não realizado por questões atmosféricas.

A “Rondônia” ou “Rondolândia” atinge proporções nacionais levando a que fosse publicado uma crónica de Vasco Pulido Valente sobre o tema num periódico nacional, e mais tarde, uma reportagem da SIC ridiculariza os Elvenses tendo como tema central a repetida utilização do nome de Rondão Almeida para “baptizar” equipamentos públicos. Como contraponto e auxílio ao livre exercício democrático é publicado o Édito “Objectivo: Nova Elvas” (ver
aqui ) que mereceu também publicação no sitio electrónico do Linhas de Elvas.

Com o Verão, e a chegada de mais visitantes e turistas a Elvas, foi aqui sugerido que o Palácio Digital (
link) disponibiliza-se mais informações turísticas para aqueles que preparam a sua vinda a Elvas (ver aqui), mas infelizmente aconteceu precisamente o contrário, pois desde essa altura nenhuma informação esta disponível sobre turismo no mesmo sitio.

Agosto viu nascer as Edições Aqueduto com os lançamentos na Feira do Livro da Cidade, que tiveram muita aceitação e levantaram mais polémicas, tantas quanto a pseudo demissão do Director do “Linhas”.

O mês do S. Mateus trouxe uma das mais aguardadas obras do Concelho, e com ela a projecção do nome de Elvas, com a inauguração do Coliseu transmitida para o mundo via RTP e que poderá ser uma das âncoras para fazer de Elvas a primeira Eurocidade Ibérica conjuntamente com Badajoz. (Se tiverem oportunidade de rever a Festa Ibérica de 28/09/06 façam o exercício de contabilizar com que nome é referido o Coliseu ao longo da gala!)


Uma das “batalhas” que aqui se tem travado desde a primeira hora do blogue tem sido o pleno usufruto da Torre Fernandina, conseguido em parte com a abertura da mesma com uma mini exposição sobre património de Elvas, mas uma vez mais, em Outubro o Zé de Mello exige mais para aquele espaço (ver
aqui). É também neste mês que se prometeu dedicar espaço às freguesias rurais aqui no blogue, pelo que “prometemos e iremos cumprir” em 2007.

Novembro traz novas regras ao blogue com a restrição dos comentários apenas a Conselheiros registados no Blogger, e um novo desafio para que o Palácio do Regedor realize de um evento cultural que motive a aprendizagem e o contacto com as artes por parte dos Elvenses (ver
aqui) e que esperamos ver concretizado também neste 2007.

Quisemos finalizar o ano com uma nova iniciativa, lançada a princípio de Dezembro, tendo por base um édito antigo sobre o paradeiro e possível repatriamento do órgão da Sé Elvense, que continuará até obter algumas respostas!

Foi um ano em cheio pelas boas e más notícias!
Para “Elvas 2007” os desejos são idênticos àqueles que todos pedimos para nós próprios ou para os nossos entes queridos.

Vamos abrir o novo ano com a Semana Aberta, entre 2 e 6 de Janeiro, esperando pelos textos dos Conselheiros e convencidos que 2007 vai ser o Ano da Cultura em Elvas!

Todos Somos Elvas!

23 comentários:

Anónimo disse...

Quero desejar um Feliz Ano 2006 ao Zé de Mello. Parabéns plo Blog

Anónimo disse...

Pensava que se estavam a despedir.
Falta dizer que este pasquim é uma merda.
Fecha a loja ze nabo

Xanu disse...

Foi um resumo...que diz tudo. Aliás não tudo. Esqueceu-se de falar da falta de capacidade demonstrada por alguns (quero pensar que poucos) elvenses para aceitarem opiniões que não estão de acordo com as suas.
Por consequinte esqueceu-se de falar dos ataques mais ou menos encapotados que este blogue sofreu ao longo deste ano. Digo mais ou menos encapotados porque para um leitor atento facilmente percebe de onde vêm os tiros.
Por outro lado, parou ou pelo menos acalmou a tentativa de dar um nome e uma cara ao autor/a/es deste blogue lançando ofensas, a troco disso, a outros elvenses.
Penso que este foi um ano mau para Elvas. Os elvenses disseram adeus a demasiadas coisas e estão também a dizer adeus à sua verdadeira identidade.É pena.
Que 2007 traga de novo a possibilidade de recuperação, já não dos equipamentos que se perderam porque esses estão perdidos definitivamente, mas pelo menos do livre arbítrio.Que cada um possa decidir por si sem que seja por isso banido e ostracizado como tem acontecido nalguns casos.
Em Fernão Capelo Gaivota pode ler-se a seguinte frase:
(...)escolhemos o nosso próximo mundo através daquilo que aprendermos neste.
Eu prefiro pensar que através do que aprendemos e fazemos neste estamos a preparar o mundo para os nossos filhos e netos. Neste momento no que diz respeito a Elvas, que cidade estamos a preparar para o futuro? Que cidade vamos nós deixar?
Embelezada e com vários equipamentos que podem ser aproveitados social e culturalmente. Sim mas por quem?
Esta é a questão que devemos analisar.
Espero sinceramente que o novo ano traga algo de bom para os elvenses.

Anónimo disse...

Tenho muito respeito pelas opiniões que aporta ao seu blog.No entanto,continuo a temer pelo futuro de Elvas.Até este momento quase nada se tem feito no campo da produção de riqueza para a nossa terra.E...segundo creio,isso é fundamental.
É verdade que Elvas recebeu,nos últimos anos,uma série de equipamentos que poderão criar bem estar e outras perspectivas para as suas gentes.Isso é indesmentível.Mas só isso não chega...O fundamental,no meu entendimento,foi descurado.Aguardemos pelo futuro...
Votos de Bom Ano para todos.

Anónimo disse...

A Xnu, um aplauso bem grande.
Tempos dificeis de descriminação não só pelo, apertar do cinto que o governo está a impor ao povo português, que vai viver lado a lado dum pais onde o povo arrota de satisfação com salários de luxo comparados com trabalhadores desta Nação e custos de vida bem mais baixos que os praticados aqui.
Não comprendo onde gasta o nosso pais tanto dinheiro?Não comprendo quando dizem que os portugueses tem uma divida grande com o Estado,quando a maioria do povo nunca viu uma praia(Portugal é um apis à beira mar plantado)nunca andaram de avião e a maioria não tem férias e nem sabe o que é passar ferias.
Quem gasta ?Quem contraiu essa grande divida??'
Sorte para portugal e 2oo7 com mais verdade

Tiago Abreu disse...

Bom ano para o blog e para todos

Anónimo disse...

a ver se esta merda fexa no fim do ano não faz falta nenhuma ainda por cima feito por um cobarde que não da a cara nem o nome. Sejas tu o alves ou outro kualker desaparece

pulga disse...

O 1º e o último anónimo são uma e a mesma pessoa e se são duas são marionetas comandadas pelo mesmo palhaço que não quer que aja opiniões diferentes das emitidas pelo comite central.
Zé obrigado por existir e nos premitir opinar continue apesar do trabalho que o blogue lhe dá.
O último anónimo é asno, diz que o Zé é cobarde por não dar a cara e assina como anónimo, é engraçado, é palhaço sem graça, cobarde com mascara de valente, parvo com experteza saloia e BURRO todos os dias.

Xplink disse...

Um bom ano a todos, em especial ao Zé de Mello. Realmente, todos somos elvas...

ze do milho disse...

Eu, ze do milho, dgo:
Zé de Mello tu és muita bom!
Os teus 25 personagens são extraordinários.
Parabens ao
João Alves,
Luis Porfirio,
Tiago Abreu,
Amandio,
Luis Damião,
Xanu leva no
Rui Camboias,
Joaquim Folgado,
Joao Fernando,
Veiga,
Andre Silva,
etc

a todos o meu bem haja,
vão prá pxtx que os parxx

morram de doença do figado ou com o pinheiro pelo anus

Anónimo disse...

Que pena haver pessoas que não saibam viver civilizadamente...
Repugnam-me comentários como o feito pelo zé do milho.Com gente como ele jamais construiremos uma sociedade digna e melhor.
Um elvense atento.

João AAlmeida disse...

Sinto-me mais uma vez insultado, hipocritas desapareçam

Anónimo disse...

Xanu leva no Rui Comboias mas que quer isso dizer? Zé isto ta de novo a descambar, ou mete mão nisto ou qq dia está pior que uma casa de banho pública.

Anónimo disse...

Nogento e degradante

rosamaria disse...

Não comento os comentarios mas olhe Sr Zé de Mello, vale mais um post sem comentarios, do que anonymosm assim...
Boa semana e um bom início de ano.

Anónimo disse...

isto já não consegue ser a porta duma retrete publica é a sanita de elvas
porcos!

Anónimo disse...

Sr Ze de Mello é verdade que o cobrador do fraque anda a ver do sr Tiago por causa duns cobre?
Quem foi o lesado?

Anónimo disse...

Venho aqui a mostrar-me um pouco indignado pelo facto, de que no passado mês de Dezembro dirigi-me até Évora, a ter com amigos e também porque tinha lá coisas pessoais para tratar. Fiquei indignado porque, em conversa disse que estava a viver em Elvas e quando digo isto associaram o nome da terra onde vivo Elvas ao nome Rondão Almeida, e quase "brincarem", porque o caríssimo presidente da nossa terra mete o seu nome em tudo aquilo que faz e constrói.
Alguém que me diga se isto é normal...!

Anónimo disse...

Estava eu a beber o mau café e na mesa do lado falava-se dos despedimantos do pessoal da Fundação Mariana Martins e perguntei-me só para mim não fosse alguem ouvir,onde estão as autoridades desta cidade e o movimento civico e toda a gente ??
Aquele pessoal já trabalhava ali antes do hospital,ser construído e ocupar quase todo o edifício.
Fiquei com pena,lembrei-me da história (dás guarída a um amigo/a, e se te descuides esse mesmo amigo/a, atira-te para rua).
Depois de ouvir, depois ler no jornal o despertador,Cidade Elvas, ou Cidade Rondão é igual.

Anónimo disse...

Esta tarde um solicitador foi à casa dum bloguista conhecido de Elvas cujo nome começa por t e acaba em go com ia no meio para procurar receber uns milhares de euros em dívida.
Já antes havia umas bocas do homem do fraque, agora este.
Quem foi o lesado?

pulga disse...

É interessante o pipoca, cada vez que escreve no blogue apresenta sempre o mesmo tema - contra tudo e contra todos - é um caso a precisar de tratamento psiquiatrico urgente, muito urgente, é que o tipo(a) pode ser confundido com um animal IRRACIONAL que só faz figuras de Urso ou aquilo a que costumamos chamar, de besta quadrada, pode até deixar de saber ás quantas andas e de repente ficar a pensar que é do sexo oposto enfim, uma verdadeira calamidade! Vá ao médico, psiquiatra.
Zé não faça caso de anormais, continue com o seu blogue de esquerda, de direita, de centro não esses estão sempre a tramar-nos.

Tiago Abreu disse...

AHAHAHAH, então agora é um solicitador? Então e o do Fraque, já se pirou? Coitado deve ter-se fartado de esperar, ou então enganou-se na casa. Amigo anónimo gabo-lhe a paciência. Trabalha na Rádio Elvas (eheh)?

baluarte disse...

voce só ataca a rádio, veja se ganha alguma credibilidade.
podem ter lá as suas questões, mas já parece mania de perseguição.

mude o disco

Search