edição:Velho Conselheiro Ze de Mello a 9.10.09


Caros co-Conselheiros,

No domingo os Elvenses maiores de 18 anos decidem quem será o novo Regedor.

Muito provavelmente Rondão Almeida será reconduzido no cargo.

O forte apoio popular e populista fazem com os eleitores reconheçam positivamente o trabalho que se tem desenvolvido ao longo da última década, e lhe confiem cegamente a sua confiança.

Para além do betão, que o PSD e CDS muito criticaram nas últimas eleições, este mandato foi dirigido para a ação social. A denominada “Idade de Ouro”, viu reforçadas as ajudas públicas do Município, sendo que se descobriu que para garantizar o futuro se teria de reforçar o investimento na juventude. Em verdade não foi um investimento na juventude mas sim o remediar de uma situação, em verdade grave, mas que em nada se procurou alterar metodologias para prevenir que a situação continue.

Os programas sociais de emprego, quer da responsabilidade exclusiva do Município quer em conjunto com o Centro de Emprego, são apenas “pensos rápidos” para uma situação mais grave. O que o Concelho necessita é repensar estratégias de desenvolvimento.

Os jovens saem de Elvas porque não existe estrutura empresarial que lhes dê resposta às suas pretensões.

A aposta terá que ser na formação. Nestas eleições todos os candidatos falam em aumentar o ensino superior em Elvas. Pensa este Velho Conselheiro que essa não é a solução. Veja-se que a ESAE ficou com muitíssimas vagas por preencher nos seus cursos. Qual será o estabelecimento de ensino superior que apostará assim em abrir novos cursos aqui quando em todo o país se reduzem cursos e alunos. A aposta terá que ser por exemplo na formação profissional, focada para o turismo (deixámos que Portalegre fica-se com a Escola Superior de Turismo do Alentejo!) para as técnicas auxiliares de enfermagem e geriatria e para a formação de técnicos com vista à atividade logística.

Neste campo, educação, o futuro próximo do Concelho não vislumbra uma luz ao fundo do túnel.

Relembremos por exemplo que em 2005 se prometeu um novo edifício para a Escola Profissional em Elvas e que essa é mais uma “prometemos e cumprimos” por concretizar.

Rondão Almeida é um dos melhores na gestão autárquica em Portugal, é um dos mais narcisos e vaidosos políticos nacionais e neste momento é o candidato mais cansado e com mais falta de ideias e projetos para o futuro de Elvas e das suas aldeias e vilas.

É urgente rentabilizar o betão já construído! Ter um programador cultural para o Cine Teatro. Ter uma programação de qualidade internacional no Coliseu Cidade de Elvas. Apostar numa estrategia de promoção nacional e na Extremadura espanhola de Elvas enquanto Cidade de Comércio de Qualidade, de Gastronomia e de Cultura. Apostar nos empresários e não no emprego precário que vai “mastigar” jovens como a PT.

É necessário ventilar o Palácio e deixar que entre sangue novo na gestão do futuro do Concelho.

Seguramente no domingo ganhará a democracia em Elvas, sendo que cabe a cada um dos eleitores escolher a melhor opção de futuro, segundo a sua óptica.

Continuaremos depois de domingo desde este blogue lutando por Elvas, concordando e discordando das ações da governação, sugerindo outras e exigindo sempre mais, seja quem for o futuro Regedor, porque TODOS SOMOS ELVAS!

6 comentários:

Anónimo disse...

abram o link em baixo e divulguem ( o rei vai nu)


http://3.bp.blogspot.com/_MGIiFVa8ux8/Ss4KAnd4mqI/AAAAAAAACzk/D_2VpVGax9U/s1600-h/rond%C3%83%C2%A3o.JPG

CS disse...

Excelente artigo!

Já chega de rotundas, campos de futebol e piscinas.

As pessoas precisam de novos horizontes, de novas exigências!

Anónimo disse...

Foi há dois anos a "Reforma da Administração Pública" que colocou 1400 trabalhadores do Ministério da Agricultura na rua dos quais 18 da Zona Agrária de Elvas.

Alguns anos antes, durante e depois desta reforma, João Barradas, cabeça de lista à Assembleia Municipal pelo MUDE foi e tem sido Chefe da Zona Agrária de Elvas.

Apesar das irregularidades denunciadas pelo Senhor Provedor de Justiça, nunca João Barradas pôs o lugar de Chefe à disposição nem se manifestou contra aquela "reforma".

Lá diz o povo, "quem cala consente". Mas João Barradas não só se cala com aquela "reforma" socialista, como não perde a oportunidade quando se trata de elogiar publicamente Rondão Almeida.
Se elogia Rondão enquanto oposição, é porque Rondão faz melhor que ele.

Entre Rondão Almeida e João Barradas os despedidos da Zona Agrária preferem Rondão Almeida pois sabem com o que contam - Rondão Almeida é Socialista!

Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.
JB disse...

Rondão não é socialista É XUXA que é bem diferente.Não está para ajudar pessoas (teve 16 anos para o fazer e?????), está para se auto promover tanto é o seu narcisismo

Zé do chaparro disse...

Estou de acordo que no Domingo dia 11 de Outubro vai acontecer Democracia, seja qual seja o resultado. Nós Elvenses temos o que merecemos. Olhando para os candidatos, infelizmente, chego à triste conclusão que merecemos melhor. Nós em Elvas temos Elvenses melhores do que aqueles que se candidatam. A questão que eu coloco é porque não o fazem?

Search