edição:Velho Conselheiro Ze de Mello a 29.7.09
Etiquetas:


Quando nos apercebemos que em breve completaríamos 4 anos na blogosfera, abrimos o coração aos co-Conselheiros e visitantes do blogue para que nos dissessem como lhes gostaria que celebrássemos esta efeméride. Muitos dos que nos seguem nos últimos tempos ou desde a primeira hora propuseram-nos que diagnosticáramos a evolução do Concelho neste últimos anos.

Para aqueles que demonstraram interesse em saber mais aprofundadamente o que pensa o Zé de Mello, recordamos-lhe que já em duas vezes concedemos entrevistas que podem ser relidas aqui, no nosso 1º ano de vida, e outra aqui no ano passado.

O grande desafio veio por outro lado. A imagen que se adjunta a este édito de aniversário pode à primeira vista baralhar os que não acompanham assiduamente este blogue. Desde sempre muitos nos têm lido como um blogue anti-Rondão, o que desde o inicio temos repetidamente desmentido. Apenas quem não tenha olhos não vê o novo rosto que o Concelho apresenta nos últimos anos. Somos e seremos sempre anti-demagogia, autocracia e cultos personalizados. Nunca admitiremos que os equipamentos pagos pelos nossos impostos sejam auto-dedicados por aqueles que têm o dever, outorgado pelos eleitores, de nos governar. Isso é narcisismo!

Negar que o Concelho é um dos melhores geridos financeiramente em Portugal é negar o impossível, mas não nos podemos esquecer que o Concelho de Elvas é um dos que maior taxa de desemprego apresenta no Alentejo, e talvez por isso, Rondão Almeida tenha criado nos últimos meses programas, em conjunto com o IEFP, para dar alguma tranquilidade financeira às famílias de Elvas.

Rondão Almeida é um político a tempo inteiro e quem não tenha percebido isso ainda não entendeu a forma de governar deste senhor, e muito menos a forma de lhe fazer oposição. Aquilo que a diário aqui fazemos é apenas expressar-nos através deste Velho Conselheiro, criticando, exigindo e congratulando-nos com as situações que se passam por Elvas.

Voltando à imagem do édito de hoje, esta foi-nos enviada por email, desafiando-nos a que a colemos no nosso blogue... A discussão e a decisão sobre o tema tem sido longa e ainda não madurou o suficiente para tomarmos esse passo. Falta conhecer os programas eleitorais de todos os candidatos às próximas autarquicas e só depois, e por primeira vez, assumiremos claramente quem merece o apoio deste blogue.

A ideia primeira para celebrar o 4º aniversário do blogue foi fazer uma entrevista com José António Rondão Almeida, enquanto máximo responsável político pelo Concelho. Foram várias as tentativas que realizámos e a resposta que nos chegou foi que este “não concede entrevistas a blogues de anónimos ou pseudónimos, como claramente é o caso do blogue Zé de Mello”. Lamentamos mas compreendemos a posição. Contudo, não queremos que pensem que gratuitamente o fizemos, pensamos que este seria um passo de abertura por parte do Regedor e um aproximar deste às novas formas de comunicação, disponiveis a todos os cidadãos. Ficam as questões que enviámos, mas que infelizmente não tiveram resposta:

1- Ao longo deste mandato, e por primeira vez na história de Elvas, o máximo responsável pelo Município teve que sentar-se no banco dos réus, num processo sobre a atribuição de verbas a um dos clubes desportivos locais, sendo que ficou demonstrado que não houve qualquer irregularidade na mesma. Que considerações lhe merecem tais acontecimentos.
2- O Concelho viu como um órgão de informação nacional reconheceu o trabalho por si liderado, fazendo constar Elvas como um dos melhores concelhos do pais. Numa nova lista do género podemos esperar que Elvas suba no ranking?
3- Uma das bandeiras da governação municipal tem sido a área social, sendo reconhecido o trabalho desenvolvido na criação de melhores condições de vida para a "idade de ouro". Por outro lado a juventude vê-se obrigada a abandonar o concelho. Que medidas pode o município pôr em pratica para alterar esta situação?
4- Nos últimos tempos a economia concelhia viu-se reforçada com novos equipamentos sociais, que além de melhorar a vida aos cidadãos, aportou mais emprego ao concelho. Que outras áreas entende serem primordiais no desenvolvimento económico de Elvas?
5 - Naquilo que alguns apelidam de "politica do betão" , qual foi o empreendimento que mais se orgulha de ter liderado?
6- Até ao fim do mandato que inovações e melhoramentos podem os munícipes esperar da actuação do Executivo?
7- Uma palavra para os leitores deste blogue....


Esta seria a primeira entrevista de uma serie que iremos realizar até às eleições aos candidatos que queiram participar. Esperamos que o PS local adira à iniciativa, dado termos já encetados contactos com os outros candidatos, demonstrando assim que a blogosfera é hoje um meio de discussão que tende a ser tida em consideração.

Por isso, e muito mais, vamos seguir dia após dia a marcar a nossa participação na blogosfera Elvense e na sociedade através dos éditos deste Velho Conselheiro.

TODOS SOMOS ELVAS!!

6 comentários:

Anónimo disse...

Sr. Zé de Mello, não estou bem de acordo com a leitura do texto de hoje e há algumas contradições nele.Entre Elvas bem gerida e Elvas como um dos concelhos com a maior taxa de desemprego.Depois gostaria de saber qual o orgão de informação nacional que pôs Elvas no ranking,para meu conhecimento, porque a Camara dos Técnicos Oficiais de Contas responsável pelo estudo de que fala e que publicou um artigo com as conclusões na sua revista de Abril passado, e o apresentou publicamente com a participação do Secretário de Estado da Administração local não fala em Elvas, no ranking ou seja nos 10 primeiros concelhos com melhor saude nas contas camarárias no Global, não consta Elvas.Um concelho cuja governação,do que está á vista, tem sido direccionada para que tudo gravite á volta da camara, em que sucessivamente ano após ano nas grandes opções do plano que são apresentadas, que intenções tem havido, para conseguir atrair riqueza e emprego. Camara , dependencia e emprego precário resultando a grande necessidade da implementação de fortes medidas sociais que têm sido diponibilizadas por programas comunitários face tambem á crise internacional.Para finalizar porque isto é muito mais profundo e é preciso reflectir,temos que ver que até 1989 as autarquias eram muito pobres. o 1º quadro comunitário de apoio surge só nesse ano e vai até 1993,nessa altura o acesso em pleno era dificil porque era preciso a componente financeira interna, as camaras não tinham capacidade para isso.Foi necessario uma total e nova dinamica na gestão autarquica para se colherem frutos dos programas comunitários.Os dois quadros comunitários que se seguiram 1994-1999 e 2000- 2006, foram de facto a grande alavanca para e no caso de elvas ter havido algum progresso. A aposta no desenvolvimento está muito aquem do que concerteza poderia ter ser feito em conjunto com a nossa localização estratégica, eixo Liboa - Madrid,em contrapartida com outros prejuizos que os tempos têm trazido á nossa cidade. Achei oportuno , construtivamente manifestar alguns pontos de reflexão.

Anónimo disse...

Conselheiro

Já te vendeste?

Espremos que não...

Dina disse...

Parabéns por estes 4 anos!
Penso que há 4 anos fui a primeira a comentar e hoje não podia deixar passar esta data em branco.
Venham mais 4...

CS disse...

Mais do que apoiantes, o presidente precisa de...opositores!É notório para que está de fora como eu, e que vai por vezes a elvas, que a obra que se vai fazendo é a mesma que se fez há vários anos:pavilhões desportivos nas frequesias, relvados sintéticos, fontes e rotundas, por aí. Ou seja, o círculo já deu a volta e agora voltou ao mesmo. É preciso alguém que saiba contestar e gerar conflito de ideias para que haja verdadeiro progresso.

O que assiste é um culto de personalidade da figura do presidente, eliminando a objectivade na análise ao seu trabalho. Críticas são precisas, caso contrário, é porque todos pensam igual, e como dizia Molière, "Quando todos pensam o mesmo, é porque não se pensa muito".

Rosamaria disse...

Parabéns para, Zé de Mello, pelo quarto aniversário.
Espero que continue, mantendo sempre essa mesma qualidade, para que possamos comentar, discutir os temas e reflectir também sobre os pontos de vista de cada comentador. Ainda que ninguém esteja de acordo sobre os temas, somos Elvenses com certeza.

Felicidades

Rosamaria disse...

http://alentejanadecoimbra.blogspot.com
ou
http://rosamariafadista.blogspot.com

Search