edição:Velho Conselheiro Ze de Mello a 8.11.10


Con esta subida del IVA en Portugal, los expertos auguran «una nueva época más potente» en el comercio pacense. Antonio García Salas, de la Escuela de Negocios ITAE, dice estar convencido de que va a haber un impacto muy positivo. «Ya cuando subió el IVA en 2005 en Portugal se noto muchísimo en Badajoz», afirma. Y añade que al principio los portugueses venían a la ciudad atraídos por el precio, después fue por la variedad, y es posible que a partir del año que viene sea por las dos cosas.


Ler a noticia inteira aqui

TODOS SOMOS ELVAS!!
2010 ANO DA EUROCIDADE
Share/Bookmark

4 comentários:

Zé de Melro disse...

Não bastava o diferencial do IVA de 5% entre Badajoz e Elvas como ainda por cima a Câmara Municipal nos nega os 3% de IRS de 5% possíveis que outras Câmaras deram aos seus munícipes.

Ou seja a Câmara muito pouco faz no sentido de reduzir as diferenças fiscais transfronteiriças!

portasdolivenza disse...

Caro Zedemello,o cabeçalho do post de hoje é rigorosamente FAZER O JOGO DO ADVERSARIO.

No blogue PORTASDOLIVENZA escrevi um artigo acerca das incidencias do iva a 23% em Elvas a partir de 1-1-2011,e de como devemos agir para nos defendermos.

Se neste momento com o IVA a 21%,SOMOS COMPETITIVOS,tendo os espanhois o IVA a 18%,excepção feita gasolina e meia duzia de produtos,BASTA VER OS PREÇOS DO "MODELO",BASTA VER OS PREÇOS DO "PINGO DOCE",O SUCESSO QUE A LOJA DE CASTELO DE VIDE "TEM" COM OS VIZINHOS ESPANHOIS DAQUELA ZONA,COMPAREM TAMBEM OS PREÇOS DA "WORTEN", e se verificarem aumentou a procura de muitos produtos por parte dos espanhois.

Quanto a mim o importante é não fazer a publicidade e alarmismo,que é o que qualquer logista de Badajoz quer ouvir,mas sim fazer com que a oferta em Elvas seja COMPETITIVA,para tal e no meu ponto de vista,não se deviam tocar os" preços de venda a publico" ,os 2% dos 21% para os 23%,é preferivel dar ao cliente e manter a COMPETIVIDADE,quem alterou a lei o ESTADO RECEBE 2% DE IVA,NO IMEDIATO,o que se deve fazer é espelhar essa menos valia em sede de IRC,penso ser a formula correta para enfrentar mais esta contrariedade.
A associação e á camara pede-se um esforço na promoção e divulgação de "QUE EM ELVAS OS PREÇOS NÃO VÃO SUBIR",FAZENDO CAMPANHA DESTA INICIATIVA NA FEHISPOR/2010.

SABENDO QUE ESTAMOS EM LIVRE CONCORRENCIA E CADA EMPRESA É LIVRE DE MARCAR OS +2% DO DIFERENCIAL DE IVA.

A OUTRA ALTERNATIVA,É A DESLOCALIZAÇÃO DA SEDE DE CADA VEZ MAIOR NUMERO DE EMPRESAS,QUE MANTEM POR AQUI ALGUMA ACTIVIDADE E FATURAM A PARTIR DE ESPANHA A 18%,O QUE É LEGAL!

Dina disse...

Mais uma vez o comércio local é que vai pagar a factura.

Justiceiro Implacável disse...

Tantas compras no carrinho!!!
Uma embalagem de garrafas de água.
Um espanto.
Este blogue gosta mesmo de dizer mal de tudo o que temos em Elvas.

Search