edição:Velho Conselheiro Ze de Mello a 8.1.10
Etiquetas:


Conforme aqui anunciamos no blogue no passado dia 14 de Dezembro'09, o projecto de impacto ambiental suspenso até 31 de Janeiro'10, sabendo-se agora que desde o Litoral Alentajano sao várias as vozes que protestam contra o traçado apresentado pela REFER.


A obra é contestada pelos municípios de Santiago do Cacém, Grândola, Aljustrel e Beja, assim como pela Associação Pró-Montado, iniciativa dinamizada por proprietários rurais.

Uma das vozes do descontentamento é a do presidente da Câmara Municipal de Santiago de Cacém, Vítor Proença, «a Refer prevê para o troço entre Sines e Grândola uma linha diagonal que não olhou para as consequências que vai implicar. É um corredor que, ao entrar no concelho de Santiago, vai passar a 200 metros do novo hospital, vai destruir quintas históricas, quintas em classificação». Uma obra que de acordo com Vítor Proença coloca, inclusivamente, «em causa a área de reserva da Lagoa de Santo André e o jardim zoológico Badoca Park».

O mesmo responsável diz, ainda, que em consequência do futuro troço ferroviário serão abatidos «pelo menos sete mil sobreiros». O traçado da linha férrea percorre o segundo maior montado de sobro alentejano, com 148 mil hectares e muitas árvores centenárias.

Vítor Proença esclarece que irá correr uma petição para entregar na Assembleia da República. O autarca diz mesmo que «a população vai saltar para a rua se a Refer insistir nesta obra», orçada em 140 milhões de euros.

TODOS SOMOS ELVAS!!

4 comentários:

Justiceiro Implacável disse...

"O mesmo responsável diz, ainda, que em consequência do futuro troço ferroviário serão abatidos «pelo menos sete mil sobreiros»."

!!!7000 SOBREIROS!!!

7 MIL sobreiros ABATIDOS para fazer um comboio?!!!!

Espero que poupem o nosso Manuel Sobreiro que tanta falta faz como assessor!

issope disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Leonor Gonçalves disse...

Uma correcção importante ao artigo! A Associação que foi criada denomina-se Associação protectora do montado contra a ferrovia Relvas verdes Grândola Norte. A Associação Pró-Montado é uma outra associação que também existe. A nossa associação também conhecida por REVER - porque pretendemos rever, pREVER danos ambientais e REVERter o processo.
Mais ainda não é só constituida por proprietários rurais, os sócios são amigos e defensores do Litoral Alentejano, preocupados com o ordenamento do territórios e com o possível desbaratar de dinheiros publicos. Mais haveria a dizer mas o espaço´aqui é pequeno.
Leonor Machado
A A

FLV disse...

Complementando as palavras da presidente da Associação REVER e agradecendo o espaço, aproveito para convidar todos a visitarem o blogue: http://reveraferrovia.blogspot.com/
onde poderão encontrar mais informação e colocar questões

Search