edição:Velho Conselheiro Ze de Mello a 29.4.09

Realiza-se esta semana a 2ª edição da Feira Internacional de Património "Patrimonius", que decorrerá no CNT, junto às Fontainhas.


Este evento, que nos é apresentado como inédito em Portugal, pretende ser uma mostra do rico património Elvense. Mas afinal o que é o património? Segundo o que este Velho Conselheiro assistiu no ano passado nesta feira, utilizam um conceito restrito de património, aplicado apenas ao que consideramos herança cultural, traduzida em bens materiais representativos de obras, valores, etc.), deixando de fora outras definições de património mais alargado, como sejam hábitos, costumes, artes tradicionais e outras, de carácter não erudito e mais popular, mais ligados à etnologia e antropologia que à história que são, no fundo, o património que todos nós transportamos e transmitimos.

Fica o conselho para a Vereadora responsável pelo evento, para o alargamento e enriquecimento de esta feira com o "outro património"

O programa da feira aqui.

8 comentários:

tv-a-preto-e-branco disse...

Ontem a rede municipal de televisão no Centro Histórico, mandeada instalar por Rondão Almeida, esteve avariada todo o dia.

Hoje inaugura-se em Portugal a TDT Portuguesa, que em conjunto com a TDT espanhola vai proporcionar 30 canais com qualidade digital e totalmente gratuitos!!!

Mas para isso é preciso manter(ou substituir) a sua antena no telhado!!!

Para saber mais:

http://tdt.telecom.pt/

ou em alternativa:

http://tdt-portugal.blogspot.com/

Xavier de Sousa disse...

Caro Conselheiro

Quer-me parecer que lhe está a faltar enaltecer o que há de bom no evento?!

No meio de tanto actividade cultural que a nossa cidade já possuí, ainda conseguir arranjar uns dias para enaltecer o Património, diga-nos então que outras cidades o farão?
Sendo a 2ª edição, concordo consigo que possa ter melhoramentos, mas de certeza que lá para a 10ª ou 20ª edição estrá melhor!!! Afinal é assim tudo na vida!!!

Cumps

issope disse...

Amigo Zé de Mello,

Olho para o programa e não posso concordar consigo.

O desfile da artesã Joana Leal é património imaterial, o património gastronómico nas provas e nas tasquinhas regionais é património imaterial, as danças tradicionais em workshops são património imaterial.
E ainda não vimos a exposição do Museu Rural que já o ano passado era antropologia e etnologia.
E também tenho um amigo que é artesão e que vai ter lá os seus trabalhos. Ora isso é arte popular.

Espero que o amigo não tenha usado este argumento apenas para dizer alguma coisa de negativo sobre este evento inédito e altamente positivo na nossa Elvas.

Scottish disse...

Não posso deixar de concordar com o Xavier e o Issope.
Realmente o evento irá fornecer aos visitantes várias formas de património ligado à etnologia e antropologia.
Vejam-se os workshops, as tasquinhas com pratos regionais, as danças, tudo património da nossa cultura.
O Xavier tem razão no aspecto que só daqui a várias edições da Feira, poderemos atingir um grau de maior satisfação. Há falhas claro, mas de certeza que ano após ano serão em menor número, dando inclusivamente lugar a novas ideias para tornar o evento mais completo.
Patrimonius é um evento positivo para Elvas sem dúvida. Vamos disfrutá-lo e cá estaremos para enaltecer o que de bom irá ter, e para registar o que não está bem afim de se corrigir na próxima edição.
Um abraço a todos

Justiceiro Implacável disse...

Se fosse feito pelo Luis Zagalo, ainda que o evento fosse uma pobreza cultural todos diziam que era perfeito... É o que dá ser filho de professores, fingir que se é "in" ou andar no MTA... ganha-se um estatuto que não se tem.
Lamentavelmente para algumas pessoas da nossa terra, vale mais parecer do que ser competente.
Faça-se justiça.

Justiceiro Implacável disse...

Com dizia antes o Zagalo é horrivel na minha perspectiva de invejoso doentio.

Mas o que me preocupa é que venham aqui apelar à desobediência com a retirada das antenas, sabendo que o Sr Presidente Rondão Ameida só quer o melhor para quem vive dentro do Centro Histórico, oferecendo-lhes TV gratuita, coisa que aqui no bairro não temos.

Um abraço para o meu grande amigo Rondão Almeida!

democracia século 21 disse...

Claro que eu Tiago Abreu ando aqui a copiar o blog do Justiceiro Implacável como se vê no comentário falso que fiz acima às 19:32.
Eu cá sou assim: vejam lá o que até fiz ao Eurico, quanto mais ao zagalo ou ao Rondão. Sou um invejoso doentio que vou ser como o Manel António e morrer sem meter as patas na Câmara. Talvez possa mais depressa metê-las no lugar para onde vão os que fazem telefonemas anónimos...

i disse...

O Tiago fez?
Talvez!

O Tiago desmascarou todo o tipo de irregularidades e prepotências com constante ameaça de tribunal por parte de Rondão Almeida?
O Tiago fez muito e pode até ter errado!!!

GrAVE, MUITO GRAVE É SER DEPUTADO MUNICIPAL PELO PSD E COLOCAR-SE SISTEMATICAMENTE, QUER EM DECLARAÇÕES PÚBLICAS, QUER NA ASSEMBLEIA AO LAdo De rONDÃO aLMEIDA, como fez aquele Senhor do PSD e o deputado Municipal de seu nome João Barradas que elogiou a Câmara(na única vez que lhe deram oportunidade de abrir a boca).

Assim não fazendo oposição, não se vai a tribunal, é muito cómodo beneficiar dos favores do Poder e fingir fazer oposição!!!

Já agora por que é que quando os escribas ao serviço de Rondão Almeida escrevem nos blogs sempre elogiam Joâo Paiva e João Barradas, tentando isolar o Tiago?

Porque tentam calar a única voz independente de Elvas!!!

Search