edição:Velho Conselheiro Ze de Mello a 20.3.09
Etiquetas:

Depois de aqui já termos comentado o pseudo-tabu de Rondão Almeida sobre a sua candidatura à cadeira do poder na Rua Isabel Maria Picão, e depois do anúncio esta semana de mais um, e neste caso eterno, candidato, Manuel António Torneiro, a "poll position" parece tomar forma, mas muita água, e agitada, corre agora debaixo das pontes de Elvas.


Parece a este Velho Conselheiro que este ano o jogo político se apresenta dificil, nesta altura em que decorrem as grandes movimentações de nomes e convites por todos os sectores politicos da vida local. 

Falta ver se a direita, unida, ou ainda mais dividida apresenta uma lista única, ou se mantém a candidatura do "enfant terrible" da vida politica elvense. Se a esquerda tradicional encontra o homem do leme ou se mais à esquerda surge o homem que tanto pode jogar à direita e a extremo esquerdo.

Que confusão!

Mas vamos dar tempo ao tempo e ver o brotar dos movimentos e independentes....

5 comentários:

corta-mato disse...

Amanhã dia 21 de Março é o encontro temático "Agricultura" no Pavilhão de Negócios trans-fronteiriço.

Para os comerciantes o encontro foi à porta fechada!

Para os artesãos o encontro foi à porta fechada!

Todos os outros encontros temáticos foram à porta fechada, para o da Agricultura foi convidada toda a população, porquê?

Por que razão toda a população foi convidada com porco no espeto e transporte?

Como se podem discutir Fundos da União Europeia quando na assistência há quem esteja abaixo do limiar da pobreza e não tenha dinheiro para comprar medicamentos???

Rondão Almeida e Capoulas Santos querem juntar galinhas com raposas para tentar desacreditar a Agricultura e seus empresários!

A Lavoura em Portalegre abandonou em peso a assistência quando Capoulas Santos se preparava para falar, amanhã seria conveniente deixar o Capoulas a falar com a malta do porco no espeto, porque se trata só e exclusivamente de uma armadilha!

democracia século 21 disse...

Manuel António Torneiro é um Homem Livre e como tal pode candidatar-se.
Tem sido ao longo de anos uma voz de Liberdade e Independência, que lhe são conferidas pela sua condição de próspero proprietário.
Mas em termos eleitorais não tem expressão e não divide nada, indo com toda a probabilidade buscar mais votos ao rondão, pelo seu carácter popular e populista que à direita.
Prepara-se também para deixar em Elvas na Belhó uma importante Obra Social com apoio à 3.ª Idade em lar inclusivo em ambiente de recreio em Praça de Aldeia e infantário com horário alargado para pais trabalhadores, pela Fundação por ele fundada e com o nome de Cristóvão Torneiro.

Ao contrário do Sr. Presidente Rondão Almeida, Manuel António dá o seu nome à Obra Social por ele paga!

Um abraço de amizade para o Sr. Manuel Antóno Torneiro!

democracia século 21 disse...

FUNDAÇÃO CRISTÓVÃO TORNEIRO
Anúncio (extracto) n.o 7503/2007
Certifico que a fl. 47 do livro de notas para escrituras diversas
n.o 46 do Cartório Notarial de Elvas a cargo do notário Luís Meruje,
se encontra exarada uma escritura realizada hoje pela qual foi instituída
uma fundação com a denominação de Fundação Cristóvão
Torneiro por Eglantina Joana Vida Trindade Martins Torneiro e
marido, Manuel António Martins Torneiro, residentes na Quinta da
Calçadinha, Calçadinha, Elvas, que tem a sua sede em Elvas, na Horta
das Alcaçarias, lugar da Belhó, em Elvas, na freguesia de Alcáçova,
concelho de Elvas.
26 de Abril de 2007.—O Notário, Luís Germano Beato de Oliveira
Meruje.
2611060127

MOVIMENTO DE CIDADÃOS ELVAS disse...

AQUI ESTA MAIS UM NOVO MOVIMENTO A NASCER VAMOS VER MAIS UM

A Verdade contra o Mundo disse...

Pensava eu que o Papoulas dos Santos estava já esquecido mas pelos vistos o nosso compadre continua como mais um perito em questoes agricolas!! Pois é, é por essas e outras (muitas e anedoticas coisas) que a questao agricola portuguesa está como está. Valha-nos o vinho e pouco mais. A cortiça está como está, a olivicultura só agora com os espanhois está tendo novo alento e...e...e... que mais? pois mais nada, absolutamente mais nada.

Search