edição:Velho Conselheiro Ze de Mello a 4.10.07
Etiquetas:



Muito se falou em 2006 no encerramento das urgências do Hospital de Elvas. O Regedor, depois de muito ruído, teve que vir a público explicar que o Concelho não ficaria sem urgências. Os responsáveis regionais da Saúde o mesmo disseram.
O que o Zé de Mello aqui escreveu, depois de analisar a proposta do Ministério da Saúde foi que Elvas ficaria equiparado a um Centro de Saúde, em termos de urgências. (ver aqui édito de 16 de Outubro'06).
O Povo é sereno. O Povo está anestesiado. O Povo vai perder serviços de saúde!

3 comentários:

canal241 disse...

As urgências vão ficar reduzidas, não vão acabar, logo o regedor tem razão, como sempre. Quem não conhece as famosas placas de: PROMETEMOS FAZEMOS!?. Pois é o sr regedor deveria agora colocar uma nas costas e demitir-se. Os socialistas estão a superar tudo o que há de mais incompetente mesmo nos paises do terceiro mundo.

Dina disse...

Se o hospital for equiparado a um centro de saúde fecha durante a noite, e quem se sentir mal durante esse tempo o que faz? Espera pelas 8h da manhã? Se for uma pessoa idosa e sem grandes possibilidades vai para Portalegre? Será que o Sr. Ministro da Saúde pensa que Elvas já é um bairro de Badajoz e que por essa razão todos os elvenses podem recorrer ao Infanta Cristina?
Este problema deveria preocupar todos os elvenses.A começar por quem dirige os destinos do concelho.

canal241 disse...

Se todos pudessem recorrer ao Infanta Cristina era uma maravilha, está aqui mesmo ao lado e todos os médicos e enfermeiros são competentes. Já agora, se alguém de Santa Eulália(p.ex) se sentir mal não tem de fazer 15 km para ser atendido em Elvas, onde já todos ouvimos histórias.... Se alguém de Elvas tiver de ir para Badajoz, está muito melhor, o acesso (a tal estrada da responsabilidade das EP), a qualidade do atendimento... O Povo está mais que anestesiado, está moribundo...

Search