edição:Velho Conselheiro Ze de Mello a 26.7.07
Etiquetas: ,




Depois das associações ambientais da região e da nação terem constestado a realização do Feedom Festival'07 novamente na Albufeira do Caia, o Palácio do Regedor não autoriza a sua realização junto aquele espelho de água que abastece o Concelho, relocalizando-o na Barragem do Monte da Chaminé, em Vila Fernando.


Para a juventude de Elvas fica o convite ao "trance" e à liberdade, sempre dentro dos limites, deste Woodstock alentejano. Mais informações aqui.


Depois do evento estará este Velho Conselheiro atento aos possiveis danos ambientais e ao impacto deste Festival na economia de Vila Fernando.

11 comentários:

Anónimo disse...

...o destino final da água da barragem de Vila Fernando onde o festival vai ser feito é a rega, e o solo limpa tudo à excepção dos plásticos, que podem ser recolhidos pelo proprietário da herdade...

...o problema do conselheiro não são os danos ambientais em vila fernando, mas a inveja que o conselheiro tem do dono da herdade, que vai ser monetariamente compensado pela utilização do seu espaço...

...o problema do conselheiro é a inveja que tem do "latifundiário"...

Anónimo disse...

CARO CONSELHEIRO IMPACTO AMBIENTAL...
COM TANTA ERVA QUE VAI HAVER NO AR, COMO PODE FALAR EM TAL...

Anónimo disse...

Não conheço as preocupações do Zé de Mello, mas os eventuais danos ambientais não se traduzem apenas na qualidade da água ou nos resíduos, mas também no direito ao descanso das pessoas que vivem perto ou na conservação da fauna ameaçada, por exemplo.

Por outro lado, quando será que os bloguistas de Elvas dedicam algumas linhas à degradação da água do Caia devido ao pastoreio ilegal? Para quando a exposição pública da vergonha que é a deposição de toneladas de bosta de vaca na água que nós bebemos por parte da família Barradas, daquele do bigode enrolado que é dono da de Brito e de outros que tais?

Que o zé povinho não se preocupe, eu até aceito. Que os autarcas (essa nata da política nacional) façam o mesmo, eu até sou obrigado a aceitar, uma vez que deles não espero nada, a não ser construção civil, mesmo que não sirva para nada (veja-se o exemplo da defunta zona de lazer construída na herdade do tal do bigode enrolado). Agora a omissão dos senhores bloguistas é que eu não compreendo! Pensando melhor, até compreendo a do Tiago Abreu, uma vez que o seu partido representa apenas um punhado de ricaços (onde se incluem os latifundiários) que querem ser diferentes dos outros e que para isso precisam de um partido só para eles, pelo que estaria a ir contra os seus apoiantes...

Anónimo disse...

quem é esse do bigode enrolado??

Anónimo disse...

...não é barradas, é rasquilha casado com aquela senhora loira que trabalha como administrativa na câmara municipal de elvas...

jacinto césar disse...

Caro Zé de Mello:
O Sr Presidente Rondão Almeida teve o cuidado de fazer um estudo de impacte ambiental e um estudo do impacte económico em Vila Fernando. Não há problemas ambientais.
Eu que já fui a concertos em badajoz, ainda hoje estou à espera que me avisem de um concerto que foi suspenso, e já fiquei à porta no pavilhãu de cascais em 1972, aconselho vivamente aos elvenses o freedom, já tem o visto da câmara.
Cumprimentos Jacinto César.

Anónimo disse...

O Rondão não fez coisíssima nenhuma, a não ser firmar-se que o festival se fazia no Caia independentemente dos problemas ambientais!! Como se pode ver, perdeu o braço de ferro e teve que engolir um belo sapo!!

Quanto à opção Vila Fernando, ela nunca se colocou, mas, em face do chumbo do ICN à opção Caia, a organização teve de arranjar outra solução, a qual mereceu el visto bueno daquele Instituto.

Já agora, porque carga de água é que a Câmara faria um estudo de impacte económico?!!

Anónimo disse...

Segundo me disseram, a plataforma de ambientalistas criada por causa do Freedom veio para ficar. No caso da água da barragem, estão a fazer um levantamento de todos os criminosos e mamistas que nos cagam a água para, logo que Arronches e Monforte passem a consumir dali, fazerem um mega abaixo-assinado nos 4 concelhos. Uma vez que ninguém gosta que lhe cuspam na sopa, parece plausível que consigam os milhares de assinaturas. Será que o Rondão e o Burrica também vão assinar?...

Segundo a mesma fonte e ao contrário destes dois indivíduos, o SEPNA têm lutado contra o problema e levantado inúmeros autos, nomeadamente aos Barradas. O problema é que os autos chegam ao Tribunal de Elvas e fica tudo em águas de bacalhau, pelo que a Ana Catarina Barradas sai de lá sempre muito sorridente.

Jacinto César disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.
yo disse...

NÃO GOSTAM DA FRUTA COMPREM GARRAFÕES!!!!!

Anónimo disse...

Caro Zé de Mello:
O comentário acima acerca do Sr Presidente Rondão Almeida não é meu. Os meus pricípios éticos e morais impedem-me de falar assim do Sr Presidente.
O tiago até diz que só censura aqueles que se referem à deficiência motor do Sr Presidente.
Cumprimentos do Jacinto César

Search