edição:Velho Conselheiro Ze de Mello a 29.11.06
Etiquetas:

Image Hosted by ImageShack.us



No passado dia 23 de Novembro foi constituido o Forum Ibérico das Cidades Muralhadas tendo a sessão de fundação tido local na cidade espanhola de Plasencia. Esta organização pretende reunir as cidades muralhadas da Península e num segundo acto alargar a sua área de influência aos Paises da Latino America. São seus objectivos:
    • Organizar e desenvolver actividades e acções a favor da recuperação, conservação e sensibilização sobre o património amuralhado;
    • Criar redes de produtos turísticos que tenha a sua lógica repercussão económica nas cidades assim com a nível regional, nacional e internacional apartir dos bens patrimoniais que são as muralhas;
    • Captar recursos para a restauração e/ou recuperação da muralha bem como acções de promoção que possibilitem a dotação e criação de recursos com origem tanto públicocomo privado;
    • Promoção dos bens patrimoniais para a sua repercusão directa no incremento do turismo e o aumento da actividade comercial;
    • Promover uma transcendência e repercussão internacional que possam ser compativeis com outros organismos internacionais de maior escala, como a U.E., WTFC, UNESCO, etc..
    • Aproximar-se dos paises da região latino-americana como nexo cultural e histórico de ambos continentes para a possível ampliação do FICAM.

Neste núcleo de fundadores estão os municípos portugueses de Almeida, Beja, Bragança, Chaves , Guarda, Lamego, Monção, Penela, Portimão, Valença , Silves , Castelo Branco , Freixo de Espada á Cinta , Vila Nova de Cerveira, Alandroal, Arraiolos, Estremoz, Melgaço, Lagos e Elvas. Pelo lado espanhol, além da cidade promotora, Plasencia, são ainda signatários desta fundação: Arévalo (Ávila), Badajoz (Badajoz), Burgo de Osma (Soria), Ciudad Autónoma de Ceuta, Ciudad Rodrigo (Salamanca), Lugo (Lugo), Olivença (Badajoz), Chinchilla (Albacete), Vejer de la Frontera (Cádiz), Cartagena (Murcia), Llerena (Badajoz), Alcántara (Cáceres), Galisteo (Cáceres), Osuna (Sevilla), Coca (Lugo), Carmona (Sevilla).

Image Hosted by ImageShack.us

Recordemos ainda que Elvas pertence a WTFC - Walled Towns Friendship Circle, tendo já acolhido o 11º Simposio desta organização no ano de 2001.

1 comentários:

pafuncio disse...

Delapidar o património é muitas vezes não sinónimo de destruição mas de inacção e ausencia de progresso.
Gerir o património é conhecer os recursos próprios e dicidir quais as trajéctórias de investimento que devem ser tomadas.
Não nos podemos esquecer que para resultar é fundamental estas politicas serem assimiladas e assumidas, acarinhadas e apoiadas por agentes catalizadores(culturais e sócio económicos) patrocionadas pela autarquia cuja missão será a de articular.
O Regedor não tem ou não quer ter capacidade de dialgo e humildade para que isto resulte.

Search