edição:Velho Conselheiro Ze de Mello a 5.9.06
Etiquetas:

Conurbação:
"O fenômeno da conurbação ocorre quando dois ou mais núcleos populacionais formam ou tendem a formar uma unidade geográfica, económica e social" (SAHOP, 1978).
"É a fusão de duas ou mais áreas urbanizadas ou aglomerados urbanos (...) Pode-se definí-la também como sendo uma área urbanizada que contenha duas ou mais áreas urbanas (Ferrari, 1979).
"Aglomerações urbanas contínuas que ultrapassam as fronteiras municipais" (FUNDREM, 1982).
São estas algumas das definições para esta nova palavra para os Elvenses. O fenómeno das conurbações tem-se desenvolvido deste a decada de 1970 e tem formado novas e maiores metropoles um pouco por todo o mundo. Quando esta situação tem ocurrido no espaço europeu entre duas cidades de diferentes paises têm-se-lhe atribuído o nome de Eurocidades.
Com o sucessivo caminho percorrido pela construção europeia e com o desaparecimento formal das fronteiras o maior obstáculo para as Eurocidades é o "efeito fronteira" que tendencialmente se desvanecerá numa Europa das Regiões. A Construção deste novo ordenamento urbano está previsto nos vários tratados e convenções sobre a UE os quais Portugal tem rectificado desde a adesão em 1986.
A primeira referência que se encontra sobre este fenómeno envolvendo as cidades de Elvas e Badajoz surgem no IV Plano de Fomento da Comissão de Planeamento da Região Sul, elaborado pelo Governo da Nação em 1979. Mas nos dias de hoje também o Programa Nacional de Política de Ordenamento do Território (Julho/2005) se refere ao facto no seu Plano de Acção ao pretender «valorizar Elvas como principal "porta de entrada" no Alentejo dos fluxos terrestres oriundos da Europa, designadamente incrementando as articulações e complementaridades da cidade com Badajoz e Alqueva».
Com a implantação no terreno das plataformas pretendidas para os dois lados das margens do Caia vai fazer com que nasça uma entidade reguladora desta área estratégica no eixo ibérico e que assentará na formula de Agrupamento Europeu de Interesse Económico ficando com a responsabilidade da gestão conjunta e supra-nacional desse novo território. Assim num futuro não muito distante esta será uma realidade na relação entre as duas cidades fronteiriças.
Como exemplo de Eurocidades a nível penínsular temos o caso de San Sebastian e Bayonne, que desde 1997 desenvolvem em conjunto trabalhos no âmbito de Transportes, Ambiente, Agricultura e Pescas e Cultura.
Olhando para Portugal existem neste momento 7 Grandes Áreas Metroploitanas (Lisboa, Porto, Minho, Aveiro, Coimbra, Viseu e Algarve) que materializam a ideia de conurbações nacionais. A nível mundial recordar que Helsínquia é uma conurbação de 3 cidades (Espoo, Vantaa e Kauniainen), bem como Budapeste ou a mais recente conurbação de Echizen no Japão.

Ver também:

1 comentários:

livre disse...

Gostei da idea,tem um senão, tudo isto deveria ser debatido não num blogue, mas num forum especial sobre o assunto.
Os nacionalismos exagerados (sou bisneto de Espanhola)podem ser um problema,mas dada a relevancia do tema e o extraordinário interesse para a região acho que merecia um forum luso-espanhol.

Search