edição:Velho Conselheiro Ze de Mello a 29.9.06
Etiquetas:

Foi ontem a noite inaugurado o Coliseu de Elvas, numa cerimónia que brindou todos os presentes e telespectadores com uma original gala que pode deixar o nome de Elvas associado a uniao de Portugal e Espanha nesta Festa Iberica.
O Coliseu que recebeu o nome do actual Regedor, marcará de forma inovadora o início do sec. XXI na sede de Concelho de Elvas. Um pavilhão multiusos que é filho da praça de touros construída pela Santa Casa da Miséricordia e inaugurada inacabada em 1982. Após um longo processo em que o Palácio do Regedor tomou a iniciativa adquiria e transforma-a num espaço único no interior de Portugal e na Extremadura Espanhola, num investimento 7,5 milhões de euros.
A dinâmica e inovação demonstrada por este Regedor ao longo dos seus mandatos, tem feito com que Elvas e o seu Concelho tenham sabido recorrer às mais diversas fontes de financiamento, aliadas a uma gestão reconhecida como exemplar no poder autarquico, de forma a construir os mais diversos equipamentos por todo o território municipal.
Foi um dia de festa em Elvas com a inauguração do Coliseu, devidamente emoldurado pelo S. Mateus. Foium dia em que todos os Elvenses se sentiram orgulhosos de mais uma obra, ou, da Obra do Regedor. As felicitações vão também para o próprio Rondão Almeida e para toda a sua equipa e trabalhadores do Palácio que concluiram as obras do Coliseu.
Bem Hajam!

30 comentários:

Xanu disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.
rosamaria disse...

Uma obra memorável...Mais um acontecimento para a história de Elvas,em directo para a televisão en espetaculo,onde Espanhã brilhou...emquanto no palco da feira Olinda Moriano e Carlos Caracol cantavam para a família e alguns amigos portugeses...
Lamantavel ...

Anónimo disse...

querem "debater Sousel?"


http://cheguevara_2006.blogs.sapo.pt

A Verdade contra o Mundo disse...

De facto estimado Zé de Mello, primamos por ser ímpares em muita coisa! O coliseu é uma mais a perder-se no meio de tanta coisa inconsequente. Mas tudo bem, é o Sr e uns tantos mais que terao de viver na Elvas "monumental", cidade que continuará assistindo à sangria dos seus jovens para regioes de maior possibilidade, sendo que nem mesmo o carácter universitário da urbe vai captando a juventude estudantil.
Continuem, pois, cultivando o lado facil da vida, continuem, despreocupados, pensando que a outros competirá a soluçao das grandes questoes, continuem, enfim, cultivando a idolatria à criatura. Deve seguir-se, penso eu e quem sabe, uma praia e a correspondente marina e, quiçá mesmo, o metropolitano! E tudo porque, mais importante que a falaçao dos atrevidos, é representativo tanto o apoio dos néscios como, em oposiçao, o silêncio dos justos.
Tchau minha gente, saudinha é o que desejo para os eternos condenados do jardim florido à beira mar plantado!!

Anónimo disse...

Tchau Sr. Verdade contra o mundo, não precisamos cá de si nem de gente mesquinha e triste como o senhor.

Anónimo disse...

Ontem assistiu-se à maior feira de vaidades já mais vista em Elvas, a uma tentativa de entronização do regedor ao mais puro estilo dos países subdesenvolvidos.
Assistiu-se a um acto de mentira. Mentira quando o regedor falou que nada tinha o seu nome nesta cidade (Já se esqueceu da maior obra por ele construída desde a construção dos Arcos da Amoreira...)
Mentira, mentira e mais mentira quando se refere a Elvas como um concelho próspero, desenvolvido e promotor de qualidade vida para os seus habitantes.
Comemorava-se sim, o despegismo sem lógica, nem estratégia, a não sustentabilidade das políticas de desenvolvimento de um Concelho que perde todos os anos população, que vê os seus jovens partir por falta de oportunidades de trabalho, que vê crescer bolsas de população marginalizada economica e socialmente, que sobrevivem em guetos como os da Boa - Fé sem qualquer perspectiva de futuro,cujo presente é apenas garantido pelas ajudas da acção social. Um concelho onde largo número de crianças apenas tem grantida alimentação que lhe é servida nas cantinas das escolas. Comemora-se uma cidade monumental cujo centro histórico defina todos os dias habitado por gente idosa, que sobrevive a duras penas em habitações degradadas e insalubres, que libertam cheiro pobreza, confirmado pela tristeza de fachadas a cada dia menos brancas.
Uma cidade monumental de momumentos quase sempre fechados, onde não existe uma real política de optimização dos recursos turisticos.
E tantas, e tantas coisas que mostram que Elvas não é tão "Rosa" como a descrevem.
E o mais dramático é que esta gente passeia a sua vaidade de forma impune, cultiva a sua personalidade e rodeia-se de lambe botas oportunistas, que são falsos socialistas, antigos comunistas, antigos sociais democratas, ou filhos de oportunistas, escumalha que não pensa em Elvas (talvez por não terem capacidade para tal) mas apenas na sua projecção social, no culto das suas miseras personalidades e no garante da sua ascensão económica.
Pobre Elvas onde irás parar. De Rainha da Fronteira pouco já tens e caminhas a largos passos para um Anjo Caído....

Anónimo disse...

LINDO SEM DUVIDA E O RESTO? ~UMA OBRA COM ESTE VALOR 7 MILHÕES E MEIO NEM UMA RAMPA PARA DEFICIÊNTES NEM PARA CARRINHOS DE BÉBES NEM PARA IDÓSOS , Á ESTA O ELEVADOR NÃO SERVE POQUE EM CASO DE ENACUAR TUDO DE EMERGÊNCIA OU INCENDIO OU PÂNNUCO O ELEVADOR É A PRIMEIRA COISA A DESCER AO PISO ZERO E TRANCA-SE AUTOMATICAMENTE ; E DEPOIS COMO É MEUS SENHORES OS DIFICIÊNTE DE CADEIRAS DE RODAS POR ONDE SAIEM PERGUNTO EU , OS IDOSOS OS CARRINHOS DE BEBES , EMPURRAMOLOS PARA O CENTRO DA ARENA OU PELAS ESCADAS ABAIXO? TENHAM VERGONHA SEUS INCOMPETENTES PROGETISTAS TECNICOS E TODOS OS ENVOLVIDOS NESTA OBRA MEGALOMANA .www.obemeomal.blogs.sapo.pt

A Verdade contra o Mundo disse...

Tchau amigo divirta-se na sua incapacidade! vc é, seguramente, do grupo daqueles que se serve em vez de servir. Mas nao fique triste pois é por haver muitos como vc que Portugal é o que é: um país de riso e de escárnio pelas expressoes de vaidade e de irresponsabilade de gente como V Senhoria, lídimo representante da degeneraçao da raça lusa.
Tchau lindinho!!!!

A Verdade contra o Mundo disse...

Bravo pelas duas criticas feitas. Comentários? para quê?
parabens aos autores, comungo das opinioes críticas.

rosamaria disse...

Fiquei tão estupfacta que quase se me caia o coração quando ouvi dizer que aquele coliseu,tem o nome que a população de Elvas assim o tinha querido...
Mas ele ouve algum referendo sobre o assunto e ninguem soube???

Anónimo disse...

Uma obra grandiosa, nunca vista no interior deste país, uma oportunidade de trazer milhares à nossa cidade. Mas o que se realça? A porcaria do nome que eu estou-me nas tintas seja qual ele fôr. É devido a esta mentalidade atrasada e retrógrada que a nossa cidade e mesmo o nosso país não evoluem. Não gostam do homem seja qual for o motivo e portanto nem que ele faça da cidade a capital de Portugal eles arranjam qualquer coisa, mesmo que seja a mais estúpida, para criticar. O que vale é que na globalidade as pessoas vêm que tudo está melhor e digo-vos já que eu nem sou socialista que já sei que nos posts seguintes me vão chamar tudo e mais alguma coisa. O que sou é elvense e vejo uma cidade virada para o futuro com uma cambada de gente virada para trás. Ao nível dos Monty Phyton.

Anónimo disse...

Vi e gostei do portico, pena ser tão pequeno que não coube o Antonio. Agora o Malato já pode dizer que foi muito feliz na Rondónia e que abriu o espetáculo do coliseu debaixo do Jose Rondão de Almeida nome que EMOLDURA o portico.

Anónimo disse...

Sim senhor, belo coliseu! Com direito a televisão e tudo...
Só é pena que a televisão não tenha passado pela barragem, junto a Santa Eulália, e filmado as toneladas de bosta de vaca que ali se acumulam dia após dia.
Mas isso não interessa não é? O que é importante é a construção civil e se calhar os chicos espertos (Barradas e cia.) até estavam na tribuna VIP.
Já agora, sr. regedor, porque não pede emprestado ao alcalde de Badajoz un contentor para entulhos, pois escusavam de os despejar por toda a barragem. É asim tão dificil?!

Anónimo disse...

Enquanto o Regedor e sua equipa passavam horas a fio a inspeccionar o Coliseu ningém se preocupou de facto com a popluição da barragem, ou tanto mais grave ainda com que se passave a escassos 200 metros do palácio do regedor. Deixo aqui um alerta sério ao que se está a passar na rua dos Açougues, uma rua cheia de história para a nossa cidade. Para além da caxeria imprópria que vem proliferando, a última novidade é uma frontaria repleta de azuleijos não próprios para uma casa de banho quando mais para o exterior de uma CIDADE MONUMENTAL. Pesso ao regedor que não concentre só esforços na Obra que o promove mas que atenda ao sucessivos atentados urbanisticos que estão a ocorrer na CIDADE MONUMENTAL.

Anónimo disse...

TOMEM MESMO MUITA ATENÇÃO. NÃO BASTA A DEGRADAÇÃO DE INUMEROS EDIFICIOS NA CIDADE MONUMENTAL COMO O QUE ESTÁ DE FACTO A ACONTECER NA RUA DOS AÇOGUES MAS COMO NOUTRAS. CONCORDO PLENAMENTE COM A SUA INTERVENÇÃO. BEM HAJA. QUE ALGUEM SE PREOCUPE COM ESSES ATENTADOS QUE SÓ DIMINUEM O INTERESSE TURISTICO DA CIDADE MONUMENTAL. OBRIGADO.

INSECTO disse...

"UMA CIDADE VIRADA PARA O FUTURO" ATE TEM RAZAO, O PIOR É QUE ESSE FUTURO BOM DEVE SER SÓ NOS SEUS SONHOS PORQUE INFELIZMENTE ELVAS NÃO PODE VIVER DE FESTAS DE COLISEUS E DE OUTRAS TANTAS...SE CONTINUAR ASSIM ATE VOCÊ E A TAL "CAMBADA DE GENTE VIRADA PARA TRÁS" QUANDO ABRIREM A PESTANA,COMEM SÓ AS OBRAS FEITAS PELO REGEDOR PORQUE A CONTINUARMOS ASSIM DE CIDADE PASSAMOS A MONTE.

A Verdade contra o Mundo disse...

Obrigado INSECTO, pela ajuda às minhas opinioes. Parece que nao estou só nas observaçoes que faço. É evidente que Elvas nao pode viver de festas pimba mesmo com uma estrutura ímpar na peninsuñla ibérica!!! Opinioes destas sao sintoma de saloice pura e dura. Agradar-me-ia mais se tivesse sido criado um polo tecnologico ou outra coisa do estulo que nos desse, a nós portugueses, orgulho de termos abraçado o progresso. Em vez, no entanto, o regedor dá espectaculos à brigada do reumático (com todo o respeito) e tenta deixar sua marca na cidade. Bela marca nao haja dúvidas!!!
Será isto ser mesquinho e triste sr anónimo inconsequente do dia 29 7,30 PM ???

rosamaria disse...

Pode não ser a preposito mas tem muito a ver, com os comentarios...Ora vejam
Hoje vizitaram-me amigos que de alguma forma estão ligados à arte da fotografia/cinema e claro levei-os ao museu da fotografia e se vissem a cara e espanto e admiração e surpresa a que assisti naqueles momentos..
E as perguntas seguiram-se.
Porque é que um museu desta envergadura está escondido num res-do-chao? Onde está a informação desta museu?
Enfim acho que ficou bem claro que faltava ali uma placa com um nome"Rondão de Almeida" para aquele lugar que alberga a unica colecção fotografica da peninsula iberica ...Um lugar escondido...um tesouro como lhes chamou os meus amigos que foram deliciados com a coleção,mas me deixaram triste com sos comentarios que deixaram...Não soubesse eu onde ficava e da sua existência eles jamais ali chegariam...
Fiquem bem e desculpe-me Sr zé de Mello mas eu tinha que deichar aqui este comentário..Bom início de semana de trabalho para os trabalhadores ...sim porque o que há mais e gente sem trabalho.

Anónimo disse...

Sr. A Verdade Contra o Mundo das 16.11 de 01.10 isso é ser triste e mesquinho para além de cego. É que na CME não se fazem só "espectáculos para a brigada do reumático" como o senhor indelicadamente diz. Existe todo um equipamento construido que abarca não só a economia do concelho mas sobretudo as condições de vida da população. São dezenas de obras, entre as quais duas zonas industriais, um centro de negócios, diversas salas de congressos, entre outros... Ahh mas agora me lembro. Você é cego.

Anónimo disse...

Concordo plenamente que se fizeram imensas obras de infraestruturação do concelho. Do melhor que se encontra no país, como referiu o regedor. O problema é que foram feitas a vulso sem qualquer estratégia. Conclusão não surtem o devido efeito nem criam as sinergias necessárias a um real desenvolvimento. Falta uma pespectiva integradora para tudo o que se fez. Conclusão muita parra mas pouca uva. O desemprego continua, os jovens são obrigados a sair e esse é o principal indicador de como as coisas não vão bem neste canto do regedor.

A Verdade contra o Mundo disse...

Endosso ao anónimo "meu amigo" a resposta do Sr anónimo das 2,16:26

insecto disse...

é engraçado quando se diz que elvas tem "2 zonas industriais 1 centro de negócios...."até aí tudo bem, o pior é quando se acredita que isso é neste momento o desenvolvimento desta cidade pois é meu caro "amigo"DEVERIA SER MAS ATÉ AGORA EU PELO MENOS NÃO VEJO NADA DE DESENVOLVIMENTO NESTA CIDADE E COMEÇO A ACREDITAR QUE AFINAL QUANDO CHAMA CEGO A OUTROS DEVERIA ERA PÕR OS OCULOS POIS DEVEM ESTAR UM POUCO SUJOS. MAS DEIXE LÁ,HÁ CERTAS PESSOAS QUE ATÉ NOS QUEREM FAZER DE CEGOS MAS PARA ISSO HÁ 1 REMÉDIO! DIRIJA-SE Á OPTICA MAIS PERTO DE SI E COMPRA 1 PAR DE OCULOS BEM GRADUADOS PARA VER SE COMEÇA A MELHORAR,PODE SER QUE COMECE A VER A REALIDADE DAS COISAS QUE NESTE MOMENTO NÃO ESTÃO NADA BOAS1

A Verdade contra o Mundo disse...

Não resisto – esse é um dos meus grandes males – em retorquir a suas tão argutas quanto inconseqüentes observações. Quer-me parecer, concluo já, de que é V Senhoria o cego e isto na presunção de que não tem dificuldades de maior com a leitura (quiçá com o entendimento, mas isso é outra questão). Imagino, também, que suas certezas resultam de não ter nunca saído da caverna e que nessa conformidade está tomando as sombras pela realidade.
Ainda que o País seja pequenino e muitos dos responsáveis pensem, uns em pequenino, outros nos seus interesses e poucos na comunidade, a verdade é que tb existem mentes esclarecidas, capazes de observar e raciocinar de forma fria.
Da simples leitura dos jornais, revistas e afins, onde de forma geral aparecem os resultados de tais observações e raciocínios, resulta bem claro que a situação geral do País é medíocre. E se assim é, não é crível que Elvas, mesmo com tantas e tamanhas obras que V.Senhoria tanto defende, possa fugir do mal estar geral. Alguns bloguistas têm escrito que Elvas, mesmo apesar das obras, não encerra nada, mas absolutamente nada, que garanta um desenvolvimento sustentável que o mesmo é dizer, possa fixar seus jovens e garantir um futuro promissor a todos. Há parques industriais é certo, mas não será que estamos apenas diante do nome pq tudo o mais é vazio? Que mais teremos? Comércio? Já houve! Serviços? Também em tempos, quando existia um hospital, uma maternidade, um (ou mais) quartéis, serviços agrícolas, escritórios da EDP, dos Telecom. Serviços universitáros e afins? Onde? Serão uma insípida, torta e inoportuna ESAgrária que tem o condão de elevar a superiores os mais inconseqüentes cursos; serão os moribundos e fúteis serviços de investigação do Instituto da Investigação do Ministério da Agricultura, cujos resultados, todos sabem, sequer minimamente entram nas necessidades do campo? E pensar eu que um dia uma certa mente quis formar uma faculdade de medicina na cidade!!!
Que será, então, o que prende a atenção em Elvas? Se azeitonas não são e se ameixas muito menos, só nos resta o regedor e suas megalomanias que para nada servem se não para engodo de uns tantos e júbilo de outros tantos dentro dos quais, imagino, V Senhoria cabe. Mas enfim está no seu direito e isso é uma verdade inquestionável.
Quando lemos as noticias sobre todo o desconforto da função publica (leia , por ex. João César das Neves no DN); sobre o desemprego inclusive de professores universitários; sobre impostos alcavalados; sobre a impossibilidade de actualizaçao das carreiras, sobre os péssimos serviços da segurança social e, finalmente, sobre a questão das reformas, como quer V Senhoria que eu (assim como tantos outros) creia que Elvas, dentro do contexto nacional e com suas obras e seu alcaide, tem assegurado um futuro risonho? Não sejamos ingênuos, por favor!
Elvas nao merece tal destino como de resto nao merece cidade ou regiao qualquer do nosso país.

Anónimo disse...

Em quem votou nas última eleições autárquicas e legislativas amigo a verdade contra o mundo?

A Verdade contra o Mundo disse...

caro anónimo a sua pergunta é capciosa! Mas eu respondo. Nao votei porque simplesmente nesse momento, como agora, nao estava em Portugal antes numa Universidade em outro país do norte da Europa. Mas se tivesse de votar fá-lo-ia dentro da área social democrata mais por um princípio do que por uma acçao pensada ja´que o PSD deriva demasiado e momentaneamente nem eu sei o que é. Isto para as legislativas pq para as autárquicas o voto seria em branco o que quereria dizer, simplesmente, que ninguém mereceria a minha confiança. VComo lhe disse, quando se tem oportunidade de visitar o mundo, sempre nos fica o desejo da adopçao das coisas boas que encontramos. E uma delas, indiscutivelmente, é a eduçaçao. Olhe para o seu (nosso) país e oq ue vê nesse campo?
Satisfeito?

Anónimo disse...

Este deve andar tanto numa universidade do norte da europa como eu. Vai ao dicionário de sinónimos e põe-se aqui a balbuciar palavras que se calhar nem conhecer para se armar naquilo que não é. Patético.

A Verdade contra o Mundo disse...

Lamento a baixeza. De facto quando nao há argumentaçao o resultado está à vista. Vc é, de facto, o representante do que mais baixo e patético existe na pessoa humana. Passe bem mas fale pouco pq vc é simplesmente uma pessoa abjeta

Agricultor, ainda. disse...

Caro "a verdade contra o mundo"
Em relação ao escrito em 2 de Outubro às 10:24:43 PM, V. Exa. manifesta-se profundamente erudito na utilização da sua "pena" mas, no entanto, encontro que é ignorante em relação a algumas das matérias que aborda! (Isso acontece aos levianos - falam de tudo, mas ...) Sem querer alimentar polémicas deixe-me contudo, referir um assunto que se relaciona com a minha actividade profissional. Trata-se da sua referência à investigação/experimentação agrária levada a efeito em Elvas. Já alguma vez teve algum contacto directo? Quase de certeza que não! Se tivesse tido não seria leviano nas suas afirmações. Há situações em que mais vale estar calado (pena suspensa)...

A Verdade contra o Mundo disse...

Amigo eu nao sou erudito em coisa nenhuma. Sempre procurei fazer o melhor que sei e posso e para isso copiei os bons exemplos, procurei actuar com profissionalismo e nunca gostei de paninhos de água quente para a soluçao das coisas. Se escrevi é porque as fontes sao fidedignas e porque o conhecimento, nos dias que correm, nao se escondem de ninguem ainda que alguns gostemde embandeirar em arco com insignificantes e inconsequentes coisas. Investigaçao agrária em Elvas? onde? onde estao os seus reflexos na agricultura (repito: reflexos inovadores)?
Fiquemos por aqui tá bom?

Anónimo disse...

o sr investigador agrário de Elvas é de que organismo? do Palácio do Suor ou da Quinta do Bill?? da Comenda?

Search