edição:Velho Conselheiro Ze de Mello a 25.7.06
Etiquetas:

O Palácio do Regedor de Elvas conseguiu ultrupassar as dividas de anteriores mandatos e ao longo dos treze anos de gestão de Rondão Almeida é apontado a nível nacional como o bom exemplo de município eficiente:
  • 27 000 habitantes.
  • 278 funcionários.
  • 31,3 M de Euros de Receita total (2005).
  • 25,5 M de Euros de Despesa total (2005).
  • Gastos com pessoal: 40% da despesa corrente.
  • Endividamento total: 269 mil euros.

8 comentários:

Anónimo disse...

Falta o numero das empresas criadas face ao das fechadas e falta principalmente o numero de postos de trabalho criados face aos que se extinguiram ( Então ...não vale os pseudo-empregados do centro de emprego)

Hi Hi Hi Hi

Pedro Gama disse...

Amigo Zé de Mello. PArece-me que ainda faltam ai uns números sim. Mas estes já demonstram uma gestão mais ou menos controlada do dinheiro. VAlha-nos isso...

A Verdade contra o Mundo disse...

Pese à gestao controlada do dinheiro, o que decerto é um bom principio, creio que no exame outras coisas podem e devem pesar: como está a actual situação de Elvas? Sereá boa a recomendar-se a outros municípios? Não me parece; Estamos (perdão , estão vocês) perante uma situação de beneficiações publicas várias que alindando a cidade pouco ou mesmo nada lhe traz de efectiva elevaçao como de restop o nome cidade obriga. Se me lembrar de algo mais digo.

elvenses disse...

27 mil quê?
Nem pensar. O concelho infelizmente não tem mais de 20 mil pessoas residentes. há alguns que por inércia ainda não mudaram a residencia.
mas os número de 2001 do último censo informam que Elvas perdeu quase 3000 pessoas e tem pouco mais de 23 mil registados em Elvas (repito: diferente de moradores que não serão mais de 20 mil)

Anónimo disse...

Elvas 2001 - 23361 habitantes
Elvas 2004 - 22691 habitantes

Anónimo disse...

Observados estes digitos e mais nada, faz-me lembrar os resultados das contas de Salazar. Apesar de eu duvidar destes números. Podemos aqui, apenas, para não se tornar exaustivo, desenhar algumas parcelas que deveriam constar:
- gastos com publicidade ao regedor e "sus muchachos";
- hipotéticos investimentos que sabemos foram ventilados e .....;
- falta de investimento na cultura;
- gastos nas viagens.
- etc...
Já agora, repararam que os "muchachos" todos têm bons carros? Ganha-se assim tão bem como vereador?

Anónimo disse...

TEMOS QUE RECONHECER O REGEDOR É PARECIDO COM O SALAZAR(SERA QUE FOI FILIADO NA UNIÃO NACIONAL?) TEM OS COFRES CHEIOS DE DINHEIRO QUE É DE TODOS NÓS E SÓ ARRANJA EMPREGO PARA OS AMIGOS.
OS "MUCHACHOS" NO 1º MANDATO SÓ QUATRO É QUE TINHAM VENCIMENTO AGORA SÃO 6 JÁ ARRANJOU MAIS 2 EMPREGUITOS, E QUALQUER DIA ATÉ O MANO EURICO PASSA A LEVAR ALGUM PARA CASA.PARA QUE CONSTE CADA VEREADOR SÓ,REPITO SÓ, DE DESPEZAS DE REPRESENTAÇÃO LEVA MAIS 500 EUROS TODOS OS MESES E O REGEDOR MIL ENTÃO NÃO CHEGA PARA A PRESTAÇÃO DO CARRO?!

Anónimo disse...

Estarão nestas verbas incluídas as "festanças" que o Sr Regedor e "sus muchachos" dão? Estas "comemorações" só são realizadas por duas razões: por tudo e por nada! Os "sus muchachos" quando chegam ao Palácio devem levar uma injecção de arrogância e prepotência. Até o último a chegar "o comunista que não vale um vintém" já diz umas supostas piadas que só ele é que se diverte, e já começou a mostrar sinais exteriores de riqueza. É assim, qual proletariado qual quê?!?!

Search