edição:Velho Conselheiro Ze de Mello a 8.3.06
Etiquetas:

2 comentários:

Anónimo disse...

Quero dar os parabéns ao Sr Conselheiro Zé de Mello. Pela sensibilidade que demonstra ao colocar no blog este poema tão bonito.
Assin: Cortesã

Pedro Gama disse...

Eu sou apenas da plebe, desta pobre regnecia, que vossa mercê tão bem parece orientar...

Pois é... nasci-te é um termo bastante sentido... quem o escreve é quem sente que quando algo nasce, o originador dessa mesma "coisa" sente-se, ele mesmo, rensacido...

Nasci-te

Obrigado por me o relembrar

Pedro Gama

Search