edição:Velho Conselheiro Ze de Mello a 5.9.05
Etiquetas:

Depois deste fim de semana em que várias iniciativas decorreram na cidade, em que várias vezes tive que sair do meu posto habitual para descer até aos lados da saída para Campo Maior fiquei com várias dúvidas e questões que quero comungar.
Esperando-se muito movimento quer de automóveis quer de peões nas denominadas Portas de S. Vicente ninguém com responsabilidades terá reparado que há mais de uma semana a passagem entre a porta exterior e interior não tem um único ponto de iluminação e que a penumbra é acolhedora para os que buscam o alheio??
Porque termina a Circular à cidade em frente à Porta Exterior de S. Vicente? Que problemas haverá para que se possa concluir uma obra prometida e não concluída ligando esta zona ao Aqueduto, passando pelo Rui de Melo???
Desculpem se vos falo hoje de coisas da minha porta mas ver como os populares regressavam das Festas dos Hortelões e se aventuravam a passar por esta zona escura da cidade deixou-me preocupado? Será que ningém com responsabilidades passa para estes lados?

8 comentários:

Xanu disse...

Já percebi que é dos que gosta de dormir com uma luzinha acesa!!
Ehehehe!!
Também não gosto de coisas escuras...sejam caminhos ou outra coisa qualquer!

Rui Jesuino disse...

a Circular à cidade vai ser terminada no próximo ano.

Ze de Mello disse...

Meus Caros co-Conselheiros constato que vai havendo algum eco dos meus comentários, especialmente porque estes se destinam a despertar consciências e por vezes o olhar distante e clinico de problemas que vão sendo resolvido!
Isto porque o Regedor ordenou por fim ao campeonato de Futepedra no tabuleiro da Praça da Republica, tapando os buracos!
Já agora porque morreu a relva do sepador da Circular na Zona Desportiva? Terá sido cozida pela rega nas horas da "calma" alentejana?

Rui Jesuino disse...

Os regadores de relva dessa zona já foram roubados duas vezes para além de aparecerem danificados outras tantas. Também os candeeiros junto à relva da rotunda tiveram que ser substituídos por outros com grade e impossíveis de partir. Estou certo que o regedor tudo fará para repor a relva.

Ze de Mello disse...

Meu caro co-Conselheiro Jesuino o problema não esta no repor, coisa que não duvido o Regedor providenciará em breve, mas sim o desperdicio de água e a falta de coordenação nas horas da rega.
Estou certo que o Regedor estará disposto a comprar um relogio que controle o horário dos reduxos!

Xanu disse...

Realmente o problema da falta de água que se vive neste momento no país é demasiado grave e ainda na passada semana comentei que a rega por exemplo na Av. de Badajoz no separador central é excessiva. Regar sim...mas desperdiçar água não. Bastava que os regadores fossem desligados mais cedo...e tudo ficava resolvido.

Rui Jesuino disse...

O separador central é muito pequeno e difícil de ser regado. A Câmara tenta desperdiçar cada vez menos água e até já diminuiu a intensidade de algumas fontes não só da cidade como de todo o concelho. O que realmente me deixa triste foi uma notícia que ouvi hoje. Os campos de golf criados no Algarve utilizam 60% da água consumida pelos algarvios num ano. Depois do que o governo anterior fez para criar dezenas deles contra todas as críticas não só da população local como dos ambientalistas é caso para dizer que isto é para além de irresponsável, uma estupidez.

Ze de Mello disse...

e mais estão em estudo mais 52, sim leram bem cinquenta e dois novos campos de golf no Algarve!

Search