edição:Velho Conselheiro Ze de Mello a 20.7.10


O Ministério da Cultura suspendeu a ordem de demolição do Ministério da Defesa.

“O Ministério da Defesa preparava-se para proceder à demolição da igreja, sem requerer junto da Direção Regional de Cultura um parecer sobre o projeto. Assim que soubemos desta irregularidade, no passado dia 07 de julho, procedemos logo à suspensão da intervenção”, explicou Aurora Carapinha, diretora Regional de Cultura do Alentejo.

Fica o agradecimento público deste Velho Conselheiro a todos os que assinaram a petição que subscreveram mais de 2000 pessoas. Fica mais uma vez demonstrado a necessidade de existir em Elvas uma associação cívica que além do património esteja atenta ao ambiente, cultura e economia social, livre de interesses partidários. Hoje, mais que nunca, Todos Somos Elvas.

TODOS SOMOS ELVAS!!
2010 ANO DA EUROCIDADE
Share/Bookmark

2 comentários:

Zé de Melro disse...

O Senhor Presidente questionado pelo "Linhas de Elvas" (15 de Julho) afirmou " o maior património que Elvas possui são as pessoas".. Se a fachada tem o seu valor patrimonial pela sua história, o valor pessoas que vivem que vivem junto ao Convento de São Paulo "não é menos importante".

Estas palavras do Senhor Presidente dsa Cãmara parecem secundar a demolição da Igreja!

Então não se podiam alojar temporariamente os moradores?

Era preciso demolir?

Justiceiro Implacável disse...

Aloja os moradores na tua casa!
Mas este Zé de Mello anda a gozar com a população?

Pensam que as pessoas são bonecos que devem mudar de casa por causa de um prédio que ardeu há mais de 200 anos e de que nenhum PSD quis saber até hoje?

O vosso padrinho Paulo Portas não foi Ministro da Defesa? E o que fez pelo património de Elvas ou pelo Convento de São Paulo?

Ah, pois, fechou a Casa de Reclusão e o Tribunal Militar e deixou o prédio ao abandono!

Search