edição:Velho Conselheiro Ze de Mello a 26.4.10
Etiquetas: ,


Na semana passada a Asociación Cívica Ciudad de Badajoz apresentou o Plan Baluarte, que prevê algumas intervenções para preparar as muralhas abaluartadas da Cidade Irmã para a sua candidatura a Património da Humanidade.

Saúda-se o projeto e, espera este Velho Conselheiro que após Elvas, também Badajoz possa estar preparada para revitalizar o seu património militar abaluartado.


TODOS SOMOS ELVAS!!
2010 ANO DA EUROCIDADE
Share/Bookmark

6 comentários:

Elvas e o Futuro disse...

A candidatura das Fortalezas de Elvas a Património classificado da UNESCO existe desde 2004:

http://whc.unesco.org/en/tentativelists/1982/

Dessa candidatura resultou a entrada de Elvas numa Lista Nominativa da UNESCO para Portugal:

http://www.top4events.com/NotAcias/8-locais-inseridos-na-Lista-Indicativa-de-Bens-Portugueses-a-PatrimAnio-Mundial-da-Unesco-20090810.html

Parque Natural do Sudoeste Alentejano e Costa Vicentina (2004);
Serra da Arrábida (2004);
Baixa Pombalina de Lisboa
Cerca dos Carmelitas Descalços no Buçaco;
Fortificações de Elvas (2004);
Palácio, Convento e Tapada de Mafra (2004);
Universidade de Coimbra(2004);
Icnitos de Dinossáurios da Península Ibérica (2008) (***)

No fim do mês de Março de 2010, ELSA GRILO chamou a comunicação social para declarar:

http://www.portalalentejano.com/?p=14459

“Estamos a aguardar os desenvolvimentos do processo. A partir de agora, a candidatura vai para as instâncias internacionais que terão de se pronunciar e, eventualmente, pedir elementos complementares como já aconteceu em processos semelhantes”, referiu a autarca.
O dossier de candidatura das fortificações de Elvas a Património Mundial, pela Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (UNESCO), demorou três anos a preparar.
“Não havia nada em termos de documentação das fortificações e património militar da cidade, pelo que tivemos de fazer um estudo de base”,

OU SEJA, DEPOIS DE TER CANDIDATADO JÁ AS MURALHAS 2004 AFIRMA EM 2010:
1 – “As instâncias internacionais vão ter que se pronunciar” - (já se tinha pronunciado em 2004);
2 - “(Dossier)...demorou três anos a preparar” - (E o dossier de 2004, quantos anos levou a preparar?)
3 - “Não havia nada em termos de documentação” - (Se 6 anos antes Elsa Grilo fez outro dossier, quem é o incompetente?).


Pelo que vamo-nos preparar para que este verão Elsa Grilo anuncie com “pompa e circuntância” que Elvas passou a integrar a Lista Nominativa da UNESCO....
…...quando Elvas já fazia parte da Lista Indicativa da UNESCO desde 2004.....

Para bom entendedor meia palavra basta.
Aqui não há meia palavra, sobram evidências!

Elvas e o Futuro disse...

Já agora gostava de referir que a Lista Indicativa não passa disso mesmo, é uma lista de candidaturas e o "requentado" dossier de elvas vai ter que concorrer com os outros de Portugal, para apenas um Bem classificado, sem que se saiba se mais algum Bem ou Sítio de Portugal volta a ser classificado...

Elvas e o Futuro disse...

A novidade agora é Elvas ser "cabeça" da Candidatura em Serie, que alguns dos outros elementos parecem desconhecer e outros estão perfeitamente descoordenados, porque não há política sem protagonista principal!

Por que razão a Vila-Museu Vila Viçosa não alinhou, se fica na raia e é abaluartada?

Manuel Sobreiro disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Elvas e o Futuro disse...

Adenda: No 1.º comentário foi escrito por lapso Lista Nominativa, deverá ler-se Lista Indicativa.

Justiceiro Implacável disse...

Escreves tanta asneirada que até metes pena.
Mas é claro que um coitado, frustrado e sem vida util, como o gaiatola que fez estes comentários, se sente incomodado com o trabalho e o sucesso dos outros.
A vossa dor de corno é a Câmara não precisar de vocês para nada.

Search