edição:Velho Conselheiro Ze de Mello a 11.3.10
Etiquetas: ,


Na edição da passada 2ª feira o Regedor foi entrevistado pelo Diário do Sul, sublinhando que a regionalizaç
ão é urgente para o desenvolvimento do Alentejo. De um único Alentejo!

"Já há muito tempo que o Alentejo devia ter pugnado pela regionalização, ‘batendo-se’ mais por todas as questões e princípios que levem á regionalização. Mas, o que, infelizmente, ainda domina é a cultura da divisão que provem, talvez, das divisões territoriais em freguesias, concelhos e distritos. Daí que uns defendam um bocadinho do Baixo Alentejo, outros do Norte Alentejano, etc.. Ou seja, mesmo pensando em regionalização, o alentejano sente ainda alguma dificuldade em se rever em todo o Alentejo, quando a expressão que o define e identifica não é alentejano do Alentejo Central ou do Baixo Alentejo. É alentejano!"

Quanto ao Concelho destacamos as seguintes passagens:

"Como sabe é ao poder central que cabem grande parte das competências nessa vertente, mas desde há 3 ou 4 anos que a legislação dá uma abertura ao Poder Local para ‘invadir’ a área social. Estou certo que a CME é também aqui uma referência pelo conjunto programas que tem implementado, mas, acima de tudo, pelo que considero ser o maior investimento que fizemos na vertente social - os equipamentos. Única e exclusivamente com o orçamento da CME, equipámos todos as freguesias rurais com creches, centros de dia, centros de convívio e lares. E, por outro lado, dentro da sede de concelho, estão a decorrer duas grandes obras: um lar para deficientes e um complexo que vai dispor de um centro para acamados, um lar e uma creche."

"A CME dá a todas as crianças do concelho um bónus de nascimento de 500 euros para o enxoval e um subsídio de aleitamento de 70 euros no decorrer do primeiro ano de vida. Por outro lado, entendemos que todas as crianças do concelho têm direito a passar 15 dias por ano na praia. Às crianças de famílias carenciadas, a Câmara proporciona essas férias num parque de campismo na Lagoa de Santo André, onde montou um conjunto de tendas-restaurante e um conjunto de tendas-atliê. Mais, os jovens á procura do 1º emprego são, em grande parte, os que ajudam a acompanhar estas crianças na praia e nas actividades de ocupação de tempos livres nas escolas do 1º ciclo que, neste concelho, nunca fecham durante os períodos de férias. Assim os pais, fora do período de aulas podem ir trabalhar descansados porque, embora não hajam actividades curriculares, as crianças estão integradas noutras actividades de ocupação de tempos livres."

"Quando assumi a presidência ‘herdei’ um quadro de pessoal com 400 pessoas. Hoje só temos 200 e poucos funcionários, o que, em 16 anos equivale a uma redução gradual e estruturada de 50 por cento. E isto só foi possível fazendo concessões de alguns serviços, que tinham muito pessoal, a operadores privados. Um exemplo disso é o cemitério, outro é a concessão da exploração da água em ‘alta’, estamos a fazer o mesmo no fornecimento da água em ‘baixa’ e, brevemente, pode vir a ser a gestão dos espaços verdes e a recolha e tratamento de resíduos sólidos."

Já antes o dissemos e voltamos a dizer Rond
ão Almeida seria um belíssimo Presidente da Regi
ão Administrativa do Alentejo!

TODOS SOMOS ELVAS!!
2010 ANO DA EUROCIDADE
Share/Bookmark

4 comentários:

Justiceiro Implacável disse...

Por que razão o Partido Socialista não questiona nem "Freeport" nem TVI?
Não devia o PS na sua tradição democrática querer apurar toda a Verdade?

O que me parece é que há a promessa de que todos os socialistas serão contemplados se calarem e consentirem.

O que se passa com a Regionalização?
Resposta:
É o aperfeiçoamento da pirâmide Socialista na Administração Pública que vai do vértice(Sócrates), até ao porteiro(filho do socialista).

Rondão Almeida não gosta de espanhóis?
Resposta:
Aparece o Sousa Tavares Elvense do Campismo a escrever que não não gosta de espanhóis.

O modelo desenvolvimentista proposto por Rondão Almeida está mais que esgotado.

Infra-estruturas públicas?
Resposta:
Muitas, muitas creches e betão!

Empresas criadoras de riqueza?
Resposta:
Muito poucas!

ESCREVIA ONTEM O "PORTASDOLIVENZA":

"Falta de visao estrategica,Elvas cresceu ao contrario,devia ter crescido para a fronteira,badajoz ja la esta,agora ficamos pequenos e pobres aqui no burgo de rondao,os outros do lado de la da fronteira,vao deixar-nos cada vez mais pequenos enquanto continuam a crescer."

NADA DE MAIS VERDADEIRO, CONVÉM MANTER ELVAS ANÃ E CRIAR EMPREGO PÚBLICO PARA FILHOS E AFILHADOS.

O PARTIDO SOCIALISTA QUER CONTINUAR A ENGORDAR SOBRETUDO OS QUE SEMPRE ESTIVERAM À MESA DA DISTRIBUIÇÃO DOS FAVORES - PORTALEGRE E ÉVORA!

ELVAS PODE SER A MAIOR CIDADE DO ALENTEJO?
RESPOSTA:
SIM À CUSTA DE BADAJOZ.

PODEM-SE FAZER OMOLETES SEM OVOS?
RESPOSTA:
NÃO SE PODEM FAZER OMOLETES SEM OVOS. A REGIONALIZÃÇÃO SERÁ PAGA POR EMPRESAS E TRABALHADORES DO SECTOR PRIVADO.

QUAL O MODELO ESCOLHIDO POR RONDÃO ALMEIDA?
RESPOSTA:ESCOLHEU A ESTATIZAÇÃO REGIONAL, DESPREZOU-SE O EMPREGO CRIADO POR POTENCIAIS INVESTIDORES PORTUGUESES E ESPANHÓIS.
"ESQUECEU-SE" DO CAIA(tgv, plataforma) E DE TODAS AS SUAS POTENCIALIDADES!

portasdolivenza disse...

Acerca da regionalização,tenho vindo a escrever num blogue acerca da regionalização,nos diversos comentarios entre os que escrevemos ,logicamente que discordamos em muitos pontos,vou passar a escrever alguns dos pontos que defendo convictamente:

-CONCORDO que neste pais se criem 5 regiões no continente;NORTE DE PORTUGAL,BEIRAS,GRANDE LISBOA E VALE DO TEJO,ALENTEJO E ALGARVE e madeira e açores.

-A condição que deve orientar a regionalização é a redução das despesas do país.

-Como esclarecimento defendo que todos os cargos até Director geral sejam cargos de carreira e pelo merito do desempenho,eleitos por comissão tecnica.

-A região Alentejo por exemplo,deve reduzir as despesas com os governadores civis,em vez de 3 ,um em Beja,outro em Evora e outro em Portalegre,bastando só um que sera o representante do governo na região.tal qual nas outras regiões.

-Defendi em post no blog regionalização,que quanto a mim e no ambito de reduzir as despesas e evitar uma duplicação da mesma,que é o que se está a preparar,para os que vão mudar de cadeira,e que procuram na regionalização um salvo conduto para os assessores se instalarem já que o estado não aguenta com mais despesas.

-Na região alentejo defendo uma região de turismo ALENTEJO,DIRIGIDA NÃO POR POLITICOS ,MAS SIM POR TECNICOS DE RECONHECIDA VALIA EM TURISMO.



-Cada região deve ter um governador civil(representa o governo),A assembleia regional deve ser composta pelos municipes eleitos nas diversas autarquias(que desta forma melhor podem defender os seus municipios),devia haver uma camara alta,com efeitos consultivos e fiscalizadores, composta pelos deputados eleitos na região(com o fim de melhor defederem os nossos problemas e saberem do que se trata).A governação de cada região deve ser composta por quadros requisitados no aparelho de estado de reconhecida valia tecnica,substituindo assim as ccr´s .

SIMPLES A IDEIA E FACIL DE DEBATER,BASTA QUE A INTENÇÃO SEJA REDUZIR AS DESPESAS DO ESTADO QUE TODOS NÓS ACABAMOS POR PAGAR .

Justiceiro Implacável disse...

Claro que o FALSO Justiceiro Implacável veio aqui cagar umas postas de pescada malcheirosas.

O porquito copia o meu nome, escreve como portadooliveça, enfim, não faz mais nada a não ser andar de blogue em blogue a largar os arrotos do costume.

Vale-nos que as pessoas já conhcem gente da laia dele há muito tempo e por isso, leva em sucessivas eleições um retumbante 6 - 1. Melhor era impossível!

portasdolivenza disse...

Caro justiceiro de 12.03 ás 11.57,não sei qual dos justiceiros é o falso ou o verdadeiro,pouco me importa desde que não me ofendam e,quando posto a minha opinião acerca dos diversos temas faço sempre identificado,aperecendo a foto das portas de olivença,a excepção foi esta semana em que não tive outra hipotese e enviei uma mensagem anonima,que posteriormente identifiquei como portasdolivenza.

Caros comentaristas no portasdolivenza primamos por postar assuntos serios em defesa do bom nome de elvas,louvando o que é bem feito,e criticando o que nos parece mal feito,assim de forma simples e objectiva.

Search