edição:Velho Conselheiro Ze de Mello a 17.3.10
Etiquetas:


Outra das localidades que integram a Declaraç
ão de Elvas é Valença do Minho, que
aprovou o estabelecimento de um protocolo com a Faculdade de Letras da Universidade do Porto com vista à preparação do Dossier de Candidatura da Praça-Forte a Património de Interesse Cultural da Humanidade, junto da UNESCO, no âmbito da candidatura das Fortificações Abaluartadas da Raia.

O estudo monográfico, sobre a evolução dos sistemas fortificados de Valença do Minho, das suas origens à actualidade, será coordenado pelo Professor Doutor Mário Jorge Barroca, professor associado com agregação do Departamento de Ciências e Técnicas do Património da F.L.U.P..

Segundo declaraç
ões do ent
ão
Presidente da Câmara de Valença, aquando da presentaç
ão do processo de candidatura,
Dr. José Luís Serra, “a preparação deste processo de candidatura está a implicar o envolvimento de uma equipa técnica qualificada, com experiência, já, em casos semelhantes e com capacidade para demonstrar a qualidade intrínseca dos bens a classificar”. Para o autarca a candidatura da Praça-Forte tem conseguido reunir à sua volta, desde a primeira hora, a sociedade da região. Um envolvimento que cresce, a cada dia, e que tem recebido os melhores ecos nos meios académicos e cientificos bem como na classe política dirigente de Portugal e Espanha.

Segundo a autarca de Valença a apresentação do Dossier de Candidatura de Valença está programada para o final de 2010.

TODOS SOMOS ELVAS!!
2010 ANO DA EUROCIDADE
Partilhar

6 comentários:

chip oxidado disse...

....hum pouca gente dedicada à cultura e às coisas das artes...

Justiceiro Implacável disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Justiceiro Implacável disse...

1 - O projecto da UNESCO chegou a Elvas e para todo o Centro Histórico, Muralhas e Fortes em 1993 com Rondão Almeida.

2 – Multiplicou-se a Arquitectura Pimba pelo Centro Histórico, a qual tem por supremo simbolismo cobertura das paredes da Câmara com granito cinzento, escondendo as cantarias originais.

3 – Perante a constatação das asneiras, o Centro Histórico deixou de ser candidato à UNESCO, resumindo-se a candidatura às Muralhas e Fortes.

4 – Elvas abandonou a candidatura individual e passou a fazer parte de um conjunto de localidades abaluartadas de Portugal e Espanha.

5- O DVD colocado nas caixas de Correio, supostamente de candidatura à UNESCO, ignora o conjunto de localidades candidatas e refere-se só a Elvas, não é DVD de candidatura coisa nenhuma, é só para consuno dos Elvenses e mostrar “trabalho de casa”.

6 – A Câmara Municipal de Elvas lidera um processo de recuperação do Forte e aí enterra €175.580,02 (dinheiro dos munícipes) no Forte da Graça, de um total de €585.266,75 através de verbas do Plano Operacional da Região do Alentejo, sendo-lhe conferida por esse facto a tutela do Forte da Graça.

7 – A Câmara Municipal abandona o Forte da Graça cuja tutela lhe foi atribuída pelo Governo, quando da recuperação anterior – AINA, PORA, FEDER.

Nada disto me parece sério. A única conclusão a que chego é que se a candidatura de facto existe, os raianos Vila Viçosa e Monsaraz são tontos. São tontos porque têm o Património Monumental mais rico do País, e perderam a oportunidade de se “colar” a Elvas e assim resgatar as suas povoações do obscurantismo Cultural e Turístico.

Justiceiro Implacável disse...

Ó falso Justiceiro, és um atrazado mental a que ninguém liga importância.

Eu sei que és o Paulinho Portinholas, como toda a gente sabe, mas que se há-de fazer quando um gaiato não gosta de levar a vida na net em vez de fazer alguma coisa util para governar a família.

Vai ladrando, que quando a caravana passar vais levar cá um pontapé no focinho que ficas atordoado para uns anos. Não falta muito.

democracia século 21 disse...

Vai-te actualizar Zé de Mello, que esse teu post já tem pelo menos 6 meses de atraso!

O presidente de Valença não se chama José Luís Serra, o que quer dizer que deve ter mudado nas eleições autárquicas de Outubro. se calhar o protocolo também já foi à vida, e tu aqui a fazeres propaganda fora de prazo!

Há muitos que querem ser espertalhões e depois fazem figuras de parvos como tu.

Ze de Mello disse...

Obrigado ao Caro Demoracia século 21 pela chamada de atenção!

Já se procedeu à retificação.

Search