edição:Velho Conselheiro Ze de Mello a 24.1.10
Etiquetas:


Mais uma vez queremos partilhar convosco um novo evento no Coliseu Cidade de Elvas.


Será em Março que mais uma vez o sangue e o sofrimento voltarão ao Multiusos Elvense com uma corrida de touros de homenagem a Juan Hidalgo. Presentes os cavaleiros João Moura, Joaquim Bastinhas, António Ribeiro Telles, Luis Rouxinol, Rui Fernandes e Marcos Tenório.


TODOS SOMOS ELVAS!!
2010 ANO DA EUROCIDADE

8 comentários:

Manuel Sobreiro disse...

"...Será em Março que mais uma vez o sangue e o sofrimento voltarão ao Multiusos Elvense com uma corrida de touros..."

Diz o Zé de Mello num posicionamento ideológico de uma pequena parte de Portugal a intelectualidade representada pela Esquerda Nacional.

Queria recordar-lhe que o Coliseu se ergueu no local da Praça de Touros antiga e como Praça de Touros teve a sua inauguração, a par de um espectáculo hípico. (à semelhança no novo Campo Pequeno).

Fado e Flamenco acompanharam a Cerimónia.

O local tinha dono que o legou à Câmara de Elvas para Praça de Touros.

Mas para certa Esquerda, ao que parece o Espectáculo Taurino só serviu para projectar através dele Elvas na TV.

O Partido Comunista ainda não foi capaz de resolver a sua maior contradição. Intelectuais contra a "Festa Brava", povos do Alentejo e Ribatejo com grande "Afición".

O meu "sangue e sofrimento" é a minha Glória!

João Ceia disse...

Um espectáculo de 3 em 3 meses,
Um investimento de 7 milhões de euros...
Sem duvida um investimento rentável!

Toca a Todos disse...

É o belissimo trabalho do sô doutor Mocinha. Não é capaz de fazer melhor porque não tem capacidade para fazer nada a não ser uns almoços e jantares com as águas e companhias.

Se o gajo é responsável pelo Coliseu devia ter uma programação qualquer que fosse mais dignificadora do espaço. Parece que o Regedor é que não tá a gostar nada destas sestas do Mocinha á sombra da bananeira!

O dotor Mocinha desapareceu da Câmara de quarta-feira até domingo e se calhar hoje também lá não aparece hoje.

Eu acho que o melhor para Elvas era que nunca mais lá aparecesse porque ele tem medo dos funcionários e não vale nada mesmo de todo. É um páu mandado de certos chefes que sabem mais do que ele.

Quer ser Regedor sem ter capacidade de dar ordens a quem tem que dar as ordens.

Isabel I disse...

Está muito enganado quanto à aficion. Deixe passar alguns anos e vai ver o que acontece a esse espectáculo degradante em que a glória de uns é o sangue e o sofrimento de outros. Identificar os que se posicionam contra a barbarie com a Esquerda e chamar-lhe uma pequena parte de Portugal, só pode ser ironia. Já reparou que " a pequena parte" é a maioria parlamentar? O tempo não volta para trás, por muito que isso lhe custe a admitir e o seu comentário não é senão um estretor de quem já se sente sem espaço. A propósito, ficou muito bem na foto.

Manuel Sobreiro disse...

Muito obrigado, menina Isabel. Acho que íamos ficar muito bem um ao lado do outro. O contraste das nossas cores ia ser bastante apelativo.

O Touro é símbolo de virilidade, coisa que como donzela que é, imagino que desconheça em absoluto.

Isabel I disse...

Essa virilidade a que se refere, cujo simbolo é um touro a sangrar, tem razão, não a conheço, nem quero. A única virilidade que reconheço é a de um pai com o seu filho ao colo e a de um filho que anpara o seu pai. Essa é que é a verdadeira virilidade, a do coração, não a da força bruta. Aliás, mete-me nojo. Quanto à minha condição de donzela, é verdade, sou tão donzela quanto deve ser uma avó de 2 netos.

Justiceiro Implacável disse...

Sr. João Ceia,

vivemos no interior, pelo que rentabilidade lucro/investimento pode não fazer sentido. O mais grave é que não nos apresentem as contas com uma empresa municipal como no Coliseu de Évora. Poderíamos assim saber os custos de cada espectáculo e avaliar quanto custa, portanto uma campanha eleitoral.

Assim como nos deviam dizer como é calculado o preço da água.

Ou onde está o espólio do antigo Museu Municipal.

Ou as rendas que a Câmara recebe de cada fracção do Coliseu.

Ou a razão por que os vizinhos do Coliseu são incomodados até às 5 da manhã.

Ou por que as queixas de alguns munícipes são atendidas e as mesmas queixas de outros ignoradas.

O verdadeiramente grave é a falta de transparência. Transparência precisa-se.

João Ceia disse...

partilho do seu protesto caro Justiceiro Implacável

Search