edição:Velho Conselheiro Ze de Mello a 13.11.09
Etiquetas:


O alerta chegou à caixa de correio eletrónica dos bloggers. O Cidad'Elvas inicia uma campanha de sensibilização social sobre a necessidade de procurar soluções e de ajudar os Elvenses que atravessam dificuldades.

Hoje aceitando um desafio único na blogosfera de Elvas, dedicamos o édito ao tema para reforçar a necessidade da sociedade civil se consciencializar para este problema que atravessam muitas famílias, até aquelas que a sofrem em silêncio.

Existe em Elvas uma estrutura social invejável, muitas associações que auxiliam idosos e crianças e a população em geral ao serem também empregadoras sociais. Temos exemplos de movimentos ligados à Igreja que substituiram a caridade pela ação social, temos, orgulhosamente no Concelho, associações que demonstram quotidianamente que o apoio e a solidariedade não são apenas palavras mas atos, temos instituições que internacionalmente são referencia, e temos uma autárquia que assume e lidera a nível nacional os programas de bem-estar social para os Elvenses idosos, famílias carenciadas, jovens e, de uma forma geral, para todos os Elvenses que o necessitem.

Desde a blogosfera gritamos "Elvas tem fome!", disponibilizamo-nos a deixar os teclados e arregaçar as mangas para auxiliar, e celebrar "Elvas sem fome".

Cabe agora a estas estruturas sociais já existentes dizerem à população como auxilia-las nessa tarefa.

Caritas, Cruz Vermelha, Associações de beneficiencia e solidariedade do Concelho, Igreja Católica e outras confissões religiosas, digam-nos como podemos auxiliar-vos a combater a fome em Elvas.

TODOS SOMOS ELVAS!!

14 comentários:

democracia século 21 disse...

Vamos todos passar a comer menos e a dar aos outros aquilo que poupamos em comida.
Aqueles que têm grandes herdades e jipes pagos pelos avós das mulheres ou pelo Ministério da agricultura podem vendê-los e dar o dinheiro a quem tem fome em Elvas.
E tu que também ganhastes uns valentes subsídios do estado, agarra no dinheiro e em vez de viveres á grande, dá-o aos pobres.
Não é só darmos palpites e criticarmos os outros, é também dar estes bons exemplos.
Eu tenho uma boa propriedade que aluguei a um espanhol que desapareceu e eu fiquei com a massa e vou dá-la aos pobrezinhos.

Scottish disse...

Faço minhas as palavras do Zé de Mello. Há muitas instituições de solidariedade em Elvas, mas os bloggers estamos dispostos a ajudar neste grave problema.
Quem tem experiência neste terreno, que nos diga como proceder para AJUDAR!
Grande Abraço

. disse...

Este invejoso que se apropriou do nome "democracia século 21" mente descaradamente, o Ministério da Agricultura não paga Jipes a ninguém.

Antes pelo contrário diz-se que nas autarquias e administração pública em geral, de norte a sul do país há corrupção ou seja recebe-se dinheiro para fazer favores.

Este comentador, porém não se indigna que alguns gestores do Partido Socialista, em empresas públicas(de todos nós) recebam dinheiro de empresários para fazer favores, com graves distorsões de mercado, pois as empresas sérias ficam em desvantagem.

Muito curioso, o "socialismo" deve ser um castigo preferencial a ser aplicado a alguns, já que os carros dos políticos instalados, temos o caso de Elvas, não são motivo de indignação.

. disse...

Já agora gostava de dizer a esse "democracia século 21", que a solidariedade deve ser um acto de altruísmo individual e nada tem a ver com o estilo de vida de cada um.

Se não quer dar não dê. O que não pode é permitir-se o despropósito de achar que alguns(os agrários) devem vender o Jipe, para matar a fome alheia, quando este rancoroso ressabiado certamente tem um nível de vida muito acima das suas reais capacidades profissionais, pelo facto de ser um instalado do regime.

Houve de facto muita fome em Elvas.
Houve muito leite distribuído gratuitamente na Rua da Feira em frente ao banco do antigo hospital durante a longa noite fascista.

Quem o distribuiu foi a família do ora rasteiramente visado

JB disse...

Este pessoal comentador é de facto a mostra do que é habitual em certo sector da sociedade elvense, o escárnio e maldizer é o costume...E isto não é só de agora.

. disse...

Este JB, bagaceira de indisfarçável cheiro a cinzeiro e dentes negros pretende ser a consciência da Direita civilizada.

Na vida real é um "troca-tintas", da direita ou da esquerda, conforme os seus interesses no momento, figura bem publicitada e residente em Elvas, ao contrário do que tenta transmitir.

Há uns anos até aceitou fazer parte de uma lista concorrente ao Clube Elvense de Natação sem ser sequer sócio o que inviabilizou a lista.
Enfim, verbos de encher...

JB disse...

Mais um que se deitou a adivinhar e vá de me arranjar uma nova roupagem.
Isto explica-se com o que já tenho dito anteriormente, em que se vive bem no escárnio e maldizer, e vá de arranjar uma nova personagem (já me chamaram de Tiago)agora uma que tem os dentes negros e cheira a cinzeiro ou tabaco.Devo dizer que não fumo e quanto aos dentes, a placa ainda está em condições.
Estou fora da nossa cidade desde Julho de 1982, portanto deitou-se a adivinhar mas errou, ou erraram.Quanto ao CEN não o frequento desde que o saudoso Prof.João Franco do Vale ali era professor, quando este foi Presidente da Câmara já eu não frequentava o CEN.E digo que frequentava porque ali jogava Voley há 30 anos.
Concorrer a eleições no CEN!!!
Ganhe juízo homem e veja que no que interessa para o caso (já que falhou na personagem)é que nunca fui de esquerda, e não venho para aqui dizer mal dos outros, venho sim dizer que a nossa cidade, por aquilo que tenho sabido está mal governada, mas se calhar olhando para alguns comentadores dos blogues têm o Edil que merecem.
Mas o mais importante nisto tudo é o que diz o post deste blogue, fazer-se para que não haja fome em Elvas mas não vender-se seja o que para dar de comer a outros.Não se deite a adivinhar porque estou mesmo fora da cidade desde a altura por mim mencionada, e se dei toda esta explicação foi para não cairem mais no ridiculo.

Justiceiro Implacável disse...

Os PSDs e CDSs de Elvas lançaram agora essa da fome em Elvas. A fome está pelo mundo todo há muito tempo, não é em Elvas.

Mas esses PSDs e CDSs de Elvas pensam que se disserem que há gente com fome isso pode influenciar algumas pessoas e motiva os seus seguidores da má língua a dizer mal de Elvas.

O objectivo desta gente é dizer que Elvas é o pior sítio do mundo.
Mas Elvas só tem de mau o facto dessa getalha da má língua estar por cá a sujar a imagem da nossa cidade!

Foi assim que andaram os últimos dezasseis anos e sempre sofreram derrotas absolutíssimas. Continuam assim e as derrotas vão continuar, até agora com Rondão, e a partir daqui com Nuno Mocinha.

democracia século 21 disse...

O "Pintinhas" Portinholas das 12:48 deve estar a falar dos Submarinos do seu chefe. Enganou-se no partido, não é o socialista é o pêpêzinho.

Justiceiro Implacável disse...

Boa, "Democracia Século 21"!
Os manhosos da maldade mereceram levar esta!
O gajo está bravo contigo!

Então o menino do mal que se passeia no jipinho carote e que se recusa a vendê-lo para matar a fome aos pobre de Elvas não tem a distinta lata de ter mais nicks do que dentes tem na boca!

. disse...

Sou obrigado a reconhecer ó JB que me enganei.

O outro JB não tem inteligência para ser capaz de abrir uma conta GMAIL e portanto é incapaz de colocar comentários no Zé de Mello.

Não lhe perdoo, ainda que a si lhe seja indiferente, a crítica por si feita ao meu comentário no "Câmara dos Comuns" a respeito dos devastadores efeitos sociais que tem a privação de dinheiro para comprar tabaco.

Concordará que o meu comentário é um miminho quando comparado com os comentários acima publicados.

Posso-lhe garantir que há extremosas mães que deixam os filhos à mercê da caridade alheia para comprar tabaco.

Todos os dias vejo jovens mães queixar-se das mais variadas carências(até à fome ou despejo pelo senhorio),que enquanto se queixam vão fumando.

Por que razão pensa que o Rendimento Social de Inserção é pago em dinheiro e não em géneros se o problema é a fome??
Ou acredita que o RSI é para comprar alimentos?

A falta de tabaco levaria a um levantamento social.

O problema, sobretudo nas classes menos instruídas é muito grave.
É mais grave ficar sem tabaco que sem comida. Até Sócrates desobedeceu às normas estabelecidas
e fumou no avião!!!

JB disse...

São opiniões.Por muita razão que possa ter quanto ao RSI e às opções de algumas pessoas quanto às suas (deles)prioridades, essas não devem ser preocupação mas sim todos os que escondem que passam fome (porque têm vergonha)por as suas vidas não correrem da melhor maneira, e então essas nunca devem ser objecto de discordância e muito menos de brincadeiras.É assim que penso.Quanto à confusão com alguém isso é mesmo irrelevante, o pior é que às vezes as nossas certezas não passam mesmo de incertezas

Anónimo disse...

O problema ê que existe fome em Elvas e somos poucos, apesar de tudo. Mas não devemos brincar com a infelicidade dos outros, temos direito a mostrar que somos burros mas devemos fazê-lo para nós próprios. Todos somos poucos e náo futuro seremos todos mais pobres independentemente de quem nos governa ou desgoverna.

Anónimo disse...

O que se passa é que existe fome. O problema é real. Todos devemos contribuir e não estarmos com palermices,
ninguém (...) Podemos ser burros na nossa privacidade mas não publicamente .. até que seremos mais pobres no futuro. Independentemente de quem governa ou desgoverna. O problema é que a regionalização já mais chega

Search