edição:Velho Conselheiro Ze de Mello a 17.6.09
Etiquetas:


FORTIFICACIONES DE ELVAS Y LA UNESCO

Elvas , que ya figuraba en la Lista Indicativa de la Unesco para optar a la declaración como Patrimonio Mundial por su amurallamiento abaluartado del siglo XVII, presentará próximamente su documentación definitiva de una manera especial. No como fortificación singular, aislada y cerrada, sino como 'punta de lanza' de todo un conjunto existente en la frontera, que puede ir adhiriéndose a la propuesta a medida que también rehabilite y documente su patrimonio fortificado. O sea, nuestros vecinos lideran una 'Candidatura en Serie por Etapas', siendo ellos el primer nombre de una lista que al menos deben incluirse Valença do Minho, Almeida, Estremoz y Marvão por Portugal, y Ciudad Rodrigo, Badajoz y Olivenza, por España.
Se da la circunstancia de que de todas las poblaciones anteriormente nombradas, ya tienen plenamente restauradas sus fortificaciones y avanzada la documentación sobre las mismas Valença do Minho, Almeida, Marvão y Ciudad Rodrigo. Llevan muy adelantada su labor Estremoz y Olivenza. Queda más atrás, con mucha actuación por realizar, Badajoz.
¿Qué se debe hacer en este momento? Primero, respaldar desde todas las instancias la candidatura de Elvas. Segundo, instar a que las poblaciones que ya tienen su patrimonio rehabilitado aceleren la redacción de su dossier técnico-científico. Tercero, que aquellos que tienen avanzado el proceso de rehabilitación lo concluyan y hagan el estudio correspondiente a sus fortificaciones. Y cuarto, que Badajoz entienda la importancia de su patrimonio abaluartado, liberando de obstáculos la cara externa de todo su amurallamiento, rehabilitando el Revellín de San Roque y el Fuerte de San Cristóbal (a la vez que se le da un uso adecuado a ambos, como por ejemplo de Museo de Interpretación de las Fortificaciones Abaluartadas, el primero, y de Museo de Historia de la Frontera, el segundo), y documentando todo el conjunto.
Hoy día es muy difícil que la Unesco califique como Patrimonio Mundial elementos aislados en Europa, dada la gran cantidad de ellos que ya están declarados como tales, por lo que se priman otros continentes. Pero los conjuntos, y sobre todo si son internacionales, tienen unas posibilidades claras, y más si poseen la singularidad, significación histórica, trascendencia y autenticidad de que goza el conjunto transfronterizo hispano-luso. Es, en este sentido, un acierto la candidatura en serie, y mayor aún el hacerlo por etapas. Y mayor acierto todavía lo es que comience la propuesta por Elvas, el mayor conjunto, mejor conservado y más acertadamente rehabilitado. Ya solo queda volver a insistir en la conveniencia de que los demás sigan su ejemplo, con todo lo que ello significa cultural, patrimonial, turística y económicamente para todos.

POR: MOISÉS CAYETANO ROSADO DOCTOR EN GEOGRAFÍA E HISTORIA. DIRECTOR DE PUBLICACIONES TRANSFRONTERIZAS 'O PELURINHO' NO HOY.ES

13 comentários:

. disse...

O que é que se passa com a candidatura de Elvas à UNESCO, instituição que o Partido Socialista pelo artigo do Sr. Afonso da Maia parece detestar, pela seriíssima possibilidade de "chumbo"?

É que a culpa do possível "chumbo" é da política internacional, da localização geográfica de Elvas, da incompetência da Unesco, mas nunca a problemas com a elaboração do dossier...

Anónimo disse...

Cá anda o Paulinho Portinholas sempre na sua má língua habitual.

Vai tratar da tua vida Portinholas, e pára de inventar as baboseiras do costume!

Não podes tirar ilações nenhumas do blogue de um anónimo.

Como é que a Unesno pode reprovar uma coisa que ainda não analisou?
Estás desejoso que o processo tenha fracasso porque tu és o maioe destruidor de Elvas e da imagem de Elvas!

Não prestas Portinholas!
Isso já toda a gente sabe.

Anónimo disse...

O Portinholas anda desesperado por já mais de mil pessoas terem comprado bilhete para irem ao jantar do lançamento da recandidatura do Regedor.

É compreensível o desespero do rapazinho, quando ele, o Cabaceira e o Simão das Dores só conseguiram levar a família e meia dúzia de ressabiados atrás.

O Portinholas sabe que o Concelho de Elvas está como sempre esteve com Rondão Almeida.
Mas o Portinholas tenta a todo o custo, com a ajuda de alguns cães de caça (com o faro avariado) que tem dentro da Câmara, inventar e fazer passar a ideia de que não é bem assim. Haja condescendência pelo rapaz!

Percebam que o post publicado no blogue Elvas Melhor deu cabo dele.

Anónimo disse...

Zé de Mello aberto, é "fartar vilanagem" vivó Porco no Espeto!!!

Anónimo disse...

E que tal comentarem o post propriamente dito, o texto de Moisés Cayetano Rosado? Não têem nada a dizer os criticos do dossier de candidatura? Não têem nada a dizer os detractores da Comissão? Não têem nada a dizer os cépticos do valor da mesma?Moisés Cayeteno Rosado é um especialista espanhol que sabe mais sobre Elvas, sobre o Dossier de Elvas, sobre esta candidatura que a maior parte dos pseudo especialistas que comenta neste e principalmente noutros blogs. Ora aqui está neste texto a realidade sobre a candidatura de Elvas. Perceberam agora? É por isso que se calaram?

Anónimo disse...

"P.S. - Logo que tenha oportunidade de voltar a escrever no blogue, concluirei o tema da apresentação da Candidatura a Património Mundial."

ISTO DIZ O TÍTERE DE NOME AFONSO DA MAIA AO SERVIÇO DE RONDÃO ALMEIDA!

AGORA É TARDE JÁ "BUFASTE" O SEGREDO DO CHUMBO. PRIVILÉGIO DO SEGREDO DO PARTIDO SOCIALISTA, SABER-SE-Á.

SÓ ME FAZ LEMBRAR AQUELA HISTÓRIA DO SALAZAR QUANDO VISITOU O PSIQUIÁTRICO E O DOENTE SE QUEIXOU QUE A FAMÍLIA O TINHA MANDADO INTERNAR POR INVEJA.

ENTÃO O DOENTE CANTOU COMO OS GALOS E SALAZAR CRIOU A EXPRESSÃO "CANTOU A TEMPO", ANTES DE O MANDAR LIBERTAR DO PSIQUIÁTRICO.

O AFONSO DA MAIA CANTOU A TEMPO...

Anónimo disse...

O primeiro-ministro, José Sócrates, afirmou hoje que os resultados das europeias "convidam a melhorar" e a explicar melhor aos portugueses as "motivações" das políticas do Governo, mas fez notar que "não vai mudar de personalidade".

DIZ O RAPAZ DO FREEPORT, ENTÃO O GAJO PENSA QUE A MALTA ACREDITA QUE ELE VAI MUDAR DE PERSONALIDADE???

Anónimo disse...

PARA QUEM NÃO SABE O QUE É UM TÍTERE:

Boneco que se move por cordéis ou fios, imitando gestos humanos. (Sin.:fantoche e marionete, palhaço.
Fig. Indivíduo que se deixa levar facilmente por outrem, que só age por inspiração ou a mando de outrem.

Anónimo disse...

AO LER ESTES COMENTÁRIOS NO BLOGUE DO ZÉ DE MELLO, POR MOMENTOS PARECEU-ME TER ENTRADO POR ENGANO NO BLOGUE DO PAULINHO PORTINHOLAS!

Anónimo disse...

CLARO QUE NO COMENTÁRIO ANTERIOR, SÓ ME REFIRO AOS TRÊS COMENTÁRIOS QUE ANTECEDERAM AQUELE.

JB disse...

Senhor Afonso da Maia que alega em sua defesa?

Anónimo disse...

Tiago JB tens a resposta no blogue Elvas Cidade Viva. O Afonso da Maia está-se .... para ti! Gostei!

JB disse...

Sempre gostava de saber porque é que o anónimo, ou Afonso da Maia teima em chamar-me Tiago, que mosca lhe mordeu? Está a atirar barro para a parede? A obsessão pelo Regedor leva-o a pensar que eu e o Sr Tiago Abreu somos a mesma pessoa? Dá-me vontade de rir, mas o Freud explica isso bem, quando se pensa na junção de personalidades. Quanto ao número de pessoas no jantar do Sr. Regedor que sejam muitos ou poucos, deixe-me dizer-lhes que estou-me nas tintas para isso. Não vivo na cidade há muito tempo, mas gosto da cidade, porque é a minha terra e sempre será, mas tenho pena que os fãs de determinadas facções fiquem deslumbrados com tão pouco, ou como costumo dizer uma mão cheia de nada, quanto às pessoas, já alguém disse que cada povo tem os governantes que merece

Search