edição:Velho Conselheiro Ze de Mello a 11.8.08
Etiquetas: , ,




Recebemos este mail de um cidadão identificado e que partilhamos com todos.




"Passei 3 meses e 12 dias da minha vida no interior do Forte da Graça,em 1970. Há poucos dias passei por lá volvidos 38 anos e apesar do tempo que vivi lá não me ter deixado saudades,fiquei triste por ver o estado de abondono a que foi votado.




Porque razão não o abrem ao publico,porque razão não colhem os testemunhos de quem lá esteve, de quem viveu as idas constantes ao "marechal" nome dado ao chafariz onde os militares reclusos no Depósito disciplinar íam buscar água?





Façam dessa história um circuito e dêem a conhecer parte do que foi o tratamento dado aos militares que não concordavam com o antigo regime.




Eu estou disposto a prestar testemunho e tenho a certeza que como eu muitos mais estarão interessados em fazê-lo. Mas se não estiverem dispostos a isso,ao menos salvem o monumento que é uma das mais belas e bem conseguidas fortificações Portuguesas.



N.G. do R."

2 comentários:

canal241 disse...

Esse deve estar à espera de um grande negócio para acrescentar mais uns euros a determinada fortuna. E não diga antigo regime, que este de diferente só tem a liberdade de expressão para alguns e dependendo do lugar, pois estou convicto que se na altura do Salazar houvesse internete e toda a tecnologia de informação que temos hoje, Portugal seria uma grande Nação.

luismirka disse...

Nos anos 80, passei os piores 6 meses da minha vida. Apesar disso,reparei no estado de degradacao do Forte.

Search