edição:Velho Conselheiro Ze de Mello a 9.10.07
Etiquetas:


Portalegre: sindicatos querem Alentejo mais desenvolvido
Reunidos ontem em Portalegre, mais de cem dirigentes sindicais de todo o Alentejo reivindicaram um total aproveitamento dos fundos comunitários destinados à região no QREN - Quadro de Referência Estratégico Nacional, em vigor até 2013. A ampliação da rede viária – em especial a construção da auto-estrada que ligue Castelo Branco, Portalegre e Elvas – é outra reivindicação dos sindicalistas, com o objectivo de aproveitar as sinergias geradas pela construção da Plataforma Logística do Caia. No Encontro Regional de Quadros Sindicais, ontem em Portalegre, os representantes dos sindicatos ligados à CGTP defenderam que a regionalização volte a ser equacionada, criando uma região-piloto no Alentejo..


in: Rádio Elvas

3 comentários:

sercon disse...

Hoje decidi procurar blogs e encontrei este belo blog da Cidade de Elvas, vou linka-lo ao meu, aproveito e faço um convite passe pelo meu blog http://lenteoculta.blogspot.com vou passando[]s

canal241 disse...

Esses sindicalistas só servem para enganar o zé povinho, estão todos feitos com os governos. Centenas deles reunidos em Portalegre? só do Alentejo?, onde estão quando os trabalhadores precisam? onde estão quando os patrões abusam? corja de parasitas é o que são. Há uma empresa em Elvas que pisa em frente de todos os direitos dos trabalhadores e quando quis denunciar ao sindicato correspondente, mandou para o ministério do trabalho e estes só aceitam queixa devidamente indentificada, pessoalmente ou fotocópia do BI, talvéz para irem logo dizer ao patrão o meu nome...

templario disse...


Como é que os trabalhadores em geral podem ter confiança em sindicatos tão cegamente veiculantes dos interesses deste ou daquele partido?

Tem algum sentido o autor deste blog publicar uma tomada de posição de quadros sindicais sobre a regionalização?

Por favor, não estamos a viver propriamente nenhum "processo revolucionário em curso".

Por exemplo: eu sou contra a regionalização e nem sou simpatizante nem militante do PCP. Como sócio de um sindicato posso alguma vez admitir que nas minhas costas os órgãos do meu sindicato estejam a fazer fretes políticos a um partido?

Ou estou errado?

Search