edição:Velho Conselheiro Ze de Mello a 19.12.06
Etiquetas:

Image Hosted by ImageShack.us

Será já no próximo sábado que André Sardet apresentará em Elvas o seu espectáculo acustico naquele que será mais um passo para alicersar o Coliseu de Elvas no panorama musical português e extremenho. Para tal realiza-se hoje em Badajoz num Grande Armazém uma conferência de imprensa para divulgar o evento em terras extremenhas, seguido por outra em Elvas com direito a sessão de autografos.

Apesar deste cantor estar ser neste momento um dos grandes êxitos em Portugal parece-me que a divulgação em Badajoz deste concerto no Pavilhão Multiusos Elvense é despropositado, a não ser que um dos objectivos do Coliseu de Elvas seja a internacionalização da música portuguesa, o que só dignificaria mais a estrutura.

Parece a este Velho Conselheiro que uma aposta em Portalegre ou Évora com este tipo de iniciativas para este concerto seria mais vantajosa.

4 comentários:

Tiago Abreu disse...

Apoiada integralmente. Chamar Espanhois para ver o Sardet? Duvido, mas esteja descansado que o boletim municipal há-de descobrir um castellano para constar do mesmo.

destinoculto [xP] disse...

Fossem os Xutos & Pontapés e veriam se eles iam a Espanha!

rosamaria disse...

Se me é permitido opinar,a mim parece-me bém.
A música portuguesa tem qualidade.
E porque não chamar outros grupos de nome internacional?
Se o Culiseu de Elvas tém condições então há que rentabiliza-lo.
Boa sorte para o André Sard e que a casa esteja bém cheia...

pafuncio disse...

O problema não é se o andré enche ou não o coli, o problema é se artificialmente está cheio, pelo que sei o cantor tem mérito e não é ele que está em causa.
Para mim Elvas não tem capacidade nem população para que o coli seja uma casa de espectáculos rentável, pelos metodos utilizados para encher o recinto, estamos a querer tapar o sol com a peneira.

Search