edição:Velho Conselheiro Ze de Mello a 18.9.06
Etiquetas:


Depois das recentes noticias no Linhas de Elvas que davam conta da demissão de parte do Conselho administrativo do Hospital de Elvas, englobados na Unidade de Saúde do Norte Alentejano, eis que o novo semanário Sol nos noticia que Elvas vai ficar sem urgências hospitalares, passando o serviço de emergência a ser composto apenas por dois médicos e dois enfermeiros.
veja a notícia aqui
Só isto me faria entristecer nas auroras dos Pendões!

6 comentários:

Anónimo disse...

Amigo Zé, dê essa notícia quando e se as urgências fecharem mesmo, coisa que eu duvido e aí entristeça-se à vontade que eu também o farei. É que a comunicação social em Elvas já fechou escolas, já fechou as urgências, já fechou o centro de Vila Fernando, já fechou tanta coisa e eu não vejo nada fechado.

Ze de Mello disse...

Caro anonimo,

Primeiro este blogue não é um orgão de comunicação social pelo que não "dá" notícias!

2º- A preocupação é muito válida porque depois de obras de remodelação naquele serviço este parece vai ser requalificado para a 3ª ou 4ª divisão!

3º- A Saúde é consagrada na constituição como gratuíta, que não o é, e para todos. Pelo menos para aqueles que vivam nas grandes metropoles ou nas vizinhanças de Badajoz!

Onde há fumo há fogo.... e desta vez espero que apenas seja uma falsa noticia do Sol para vender a 1ª edição!

Anónimo disse...

Quando o barco vai ao fundo quem são os primeiros a "cavar" ????

Anónimo disse...

Eh pá dêm lá uns oculos ao anónimo...

Dorsia disse...

Sabem uma coisa??? Um dos anónimos anda a meter muita água. De momento foi só uma notícia. Esperemos para ver o que acontece...Depois se verá como podemos interferir!

Força!

até dá dó disse...

esse 1º anonimo é como o ditado popular mais cego é aquele que não quer ver,
a maternidade não fechava, mas fechou,
o centro de vila fernando não fechou, mas a presidente do IRS já disse que vai fechar,
as urgências não fecham, mas vão estar encerradas das 0h às 8h e que é aue vai acontecer ao centro de saude, perguntem ao drº Ricardo

Search