edição:Velho Conselheiro Ze de Mello a 21.7.06
Etiquetas:


«Pavilhão multiusos abre em Setembro após obras de 7,5 milhões de euros
O pavilhão multiusos de Elvas vai ser inaugurado em Setembro, num investimento de 7,5 milhões de euros, e que transformou a antiga praça de touros no novo equipamento, disse hoje à agência Lusa fonte da câmara.
O novo pavilhão multiusos coberto ficará com capacidade para 6.100 espectadores e irá servir para a realização de concertos, espectáculos musicais e tauromáquicos, actividades culturais, desportivas e exposições.
O pavilhão vai designar-se Coliseu José Rondão Almeida, ligando a infra-estrutura ao nome do actual presidente do município, eleito pelo PS.
O programa de inauguração vai decorrer ao longo de um mês, abrangendo o período da feira de S.Mateus e romaria ao Senhor Jesus da Piedade, com iniciativas que envolvem as várias vertentes da funcionalidade do pavilhão.
De acordo com a autarquia, estão em curso os arranjos exteriores, enquanto no interior do equipamento decorrem os acabamentos, tendo já sido colocadas cadeiras nas bancadas e instalado o marcador electrónico.
A Câmara Municipal de Elvas comprou a praça de touros da cidade, situada numa zona conhecida por Morgadinho, à Santa Casa da Misericórdia por 325 mil euros, em Dezembro de 2003. »

IN: Agência LUSA

16 comentários:

A Verdade contra o Mundo disse...

No tempo dos Romanos, o Imperador oferecia jogos (e outras coisas...)no Coliseu (palavra que tem algo que ver com colosso)para manter a plebe fedorenta e ordinária contente, calma, submissa. Parece que a ideia trespassou os tempos e chegou a Elvas, ao que agora é o Coliseu R. de A. Parece, pois, que nada mudou num burgo que por imperativos varios permanece medieval e onde as gentes, laboriosas e trabalhadoras (algumas...poucas)e ainda algumas elites pseudo intelectuais, continuam tomando as sombras pela realidade como se estivessem na caverna famosa de Platao!! )O que me admira é que passados tantos e tantos séculos sobre a morte de PLATAO, aquilo de que ele falava permanece pese a que há muito estaos nos séculos da LUZ!! Tudo permanece, afinal, igual e a capacidade dos mercadores, vendedores da banha da cobra e quejandos, ainda é bastante para enganar os incautos e mesmo os sempre bem intencionados.
Sr Rondao é uma baixeza e um sinal de extrema vaidade aquilo que o Sr permite que se faça com seu nome. V.Exª é o fruto de uma sociedade que pensando saber pensar por si, pensando que sabe guiar e definir seus destinos, afinal continua enfeudada a normas e princípios doentes que longe de a fazerem progredir antes a empurram para baixo. A V.Exª e apaniguados aqui deixo os meus parabéns pela má obra. Afinal sao poucos os casos em que os que veem de baixo sao melhores e mais eficientes do que os que estao em cima. Apòlogia de classes? É evidente nao?
Aos Elvenses só posso desejar sorte pq os tempos que aí veem nao serao pera doce para ninguém.
Quanto ao Regedor descansem porque logo logo já desaparecerao as placas sinal evidente de uma vaidade exacerbada só expressa porque uns tantos oportunistas ajudam, e a maioria se cala. Cada povo tem a vida que merece.

Xanu disse...

Não concordo com a seguinte afirmação:
Afinal sao poucos os casos em que os que veem de baixo sao melhores e mais eficientes do que os que estao em cima. Apòlogia de classes? É evidente nao?

Esta distinção entre classes está ultrapassada há muito embora uns quantos continuem a pensar que nada mudou. E o mais importante...ser ou não eficiente não tem nada a ver com vir de cima ou de baixo, se assim fosse muitos dos que nasceram "em cima" não tinham deixado ir tudo por água abaixo por incompetência.
Eu colocava antes as coisas desta forma: Ou se tem ou não se tem carácter, independente de se ter nascido rico ou pobre.
Concordo que o nome escolhido não foi feliz e que pode ser sintoma de narcisismo.

jocas disse...

Narcisismo é interessante...Quantos espelhos terá o regedor na sua casa? Centenas, milhares? Tectos e paredes de espelhos? quem saberá, eis a questão...gente não é certamente...

zé de varche disse...

AVENIDA RONDÃO ALMEIDA, LAR RONDÃO ALMEIDA, PARQUE RONDÃO ALMEIDA, COLISEU RONDÃO ALMEIDA ....

DPS ADMIRAM-SE Q XAMEM A ELVAS "RONDOLANDIA"!!!!!!!!!!!!!

A Verdade contra o Mundo disse...

Xanu agradeço o comentário. Naturalmente que a estimada Amiga tem certa razao ao substituir a história das classes por carácter, contudo o que escrevi tem sensu lattu pq permanece verdadeiro- em Portugal ou onde a minha estimada Amiga quiser - que é frequente e comum que quem vem de baixo se maravilha com o que vê em cima. E tanto assim é que em muiytas sociedades começa a ser normal a malandrice, a vigarice e coisas parecidas para se alcançarem os objetivos pretendidos. É triste mas assim sao as coisas. Termino expressando o meu acordo com a utilizaçao de carácter mas avisando que quer se queira quer nao as classes existem e sempre existirao. Se uns sobem e outros descem bom isso é a roda da vida que vai premiando os mais capazes e punindo os menos capazes. Mas to que escrevi tem algo a ver com o regedor daí do burgo. Nao o conheço rigorosamente de lado nenhum apenas aprecio o que faz o que diz e presumivelmente tb sou capaz de adivinhar o que pensa. Sei que é pessoa grosseira cuja compostura deixa muito a desejar.
Mas e como dizia o outro, pensar em fazer grandes coisas é o melhor pretexto para nao fazer pequenas coisas!
Saúde a todos e bom fim de semana é o que cá de longe desejo aos ELVENSES de coraçao

Xanu disse...

Pois podemos considerar que o regedor faz coisas em grande...mas será que faz grandes coisas?
Realmente as classes continuam e isso eu aceito, assim como tb reconheço que o velho ditado " Não sirvas a quem serviu nem peças a quem pediu" tem muitas vezes mil cargas de razão para existir...

rosamaria disse...

E a VERDADE CONTRA O MUNDO ...Falou e disse.
E disse muito bem...gosto dessa sua forma de olhar, com verdade e assim deichou-me sem margem para comentar.
Disse tudo...Na boa.

TORRE DE ATALAIA disse...

Ora até que enfim vejo coisas civilizadas!! B-R-A-V-O!!
Começava a desesperar de só encontrar palavras sem sentido formatando ideias ocas como que a provar que quando nao há argumento vem a porrada! Enfim!
Meus queridos pq perdem tempo com tais coisas? o homenzinho passará, provavelmente um dia alguem se encarregará de retirar placas, mudar nomes e sabe-se lá que mais, e tudo se normalizará. Ironicamenhte pode tambem suceder que tudo fique onde está para demonstrar às gentes de entao, que muito muito tempo atrás, havia pessoas que gostavam de ter seu nome nas coisas...

A Verdade contra o Mundo disse...

Xanu, atençao qq grande obra se compoe de pequenos detalhes!! Ao referir grandes e pequenas coisas apenas o fiz em termos figurativos. Fez-se GRANDE mas fez-se MAL e disso a culpa (e o proveito sobretudo este) é de quem?

Casa Fitas disse...

o dos botoes esta inspirado? grande lenga lenga...

Pedro Gama disse...

Aos poucos aproxima-se o dia da grande consagração. Infelizmente para os elvenses, para si Zé de Mello, que tanto ama a sua terra, e para outros que por aqui opinam os seus posts, não é a consagração da cidade de Elvas, mas a suposta consagração de um Homem que tem por nome Rondão Almeida.

Não estarei por ai nesses dias de festa, no coliseu, mas imagino que será um dia de inauguração em que muito se gritará o nome do "Imperador".

"A Verdade contra o mundo" insurge-se contra a designação de Coliseu. Mas pela pequena descrição que fez do que quer dizer a palavra, e pelo que vejo não conhece muito bem a realidade de Elvas, deixe-me dizer-lhe: Aquilo será de facto um coliseu, no sentido da sua descrição: "o Imperador oferecia jogos (e outras coisas...)no Coliseu (palavra que tem algo que ver com colosso)para manter a plebe fedorenta e ordinária contente, calma, submissa".

Aliás é impressionante que ao ler a sua descrição de Coliseu, revi a politica da Câmara para com o povo elvense. O "Imperador" OFERECE, a toda a hora, jogos, concertos de música de má qualidade, passeios aqui e ali... tudo a Câmara paga. A Plebe "fedorenta" (mas que vota) e ordinária, contente, calma e, principalmente, submissa. Esta é forma de actuar do executivo camarário de Elvas. E não duvide, o Coliseu Rondão Almeida vai ser para isso mesmo.

Rondão Almeida, e seus vassalos, vai deixando a sua marca pela cidade. MAs a história, mais cedo ou mais tarde, é sempre escrita de novo e com a verdade dos factos...

(Já agora, deixem-me perguntar uma coisa. A Câmara não pediu, já faz tempo, uma auditoria às contas da autarquia, que, segundo parece já foi feita, mas não foi apresentada? Se puderem esclarecer-me...)

Fiquem bem e bons "torneios" por ai, por essa Elvas Polis...

Anónimo disse...

Sr Zé de Mello

Por acaso terá lido o Jornal Público da passada 5ª feira dia 20?

A cronica do Vasco Pulido Valente com o mtítulo " A Rondónia " é giro.

Muito me estranha a falta de qualquer referencia neste blog que sempre tão bem informado está.

Cumprimentos

A Verdade contra o Mundo disse...

A Verdade contra o Mundo viveu em Elvas mais de 30 anos e ababdonou-a há cerca de ano e meio... Amigo Gama isto basta-lhe?
Um abraço

A Verdade contra o Mundo disse...

Quantos Rondones (disse rondones nao condones!!!!!) andam, ou estão espalhados por este Portugal dos pequeninos? O suficiente para acalentar conversas locais, invariavelmente sem conseqüência e tudo tão só e apenas porque os que falam são poucos e, igualmente importante, não estão interessados em exposições públicas. Portugal e se exceptuarmos os jogos de futebol, é um país cuja sociedade em geral carece de força para obrigar à ruptura do velho e do inservível. É, afinal, o espelho de cada um de nós que preferimos as soluções do paninho de água quente à simples mas às vezes tão benéfica vassourada. Continuamos em atitude reverencial perante tudo e todos, desde o médico ao cura passando pelo regedor, pensando exclusivamente nos nossos mais comezinhos interesses. Quanto a educação e cultura, coisas que nos permitem avaliar, comparar e decidir ou escolher, isso dá trabalho e nenhum lucro. Vejam se os alunos – na sua esmagadora maioria e já a demonstrar tanta “oportunidade” - não escolhem as escolas mais fáceis! É que recebendo estas de acordo os alunos que a freqüentam, seria suicídio aprofundar o estudo ou ser mais exigente na avaliação sob pena de ficar sem alunos e, assim, fechar as portas colocando no desemprego tantos e tantos eficientes professores. E nisto se arrasta o país, sempre na busca do mais fácil, do mais acessível porque nesta vida o que interessa é parecer e não ser... E com isto, ou melhor sem isto (sentido de cidadania, de responsabilidade) o que se observa é que o princípio do status fraterno sob o qual o sistema republicano foi idealizado simplesmente caiu redondamente e hoje é coisa quase extinta. No meio de um sistema que promove amostras de riqueza e posse, de eminência, de superioridade, que promove os inaptos que acoberta o compadrio e os padrinhos, vencem os descarados ou então e agora recordo o nosso Eça, aqueles que têm a coragem de afirmar, simplesmente de afirmar pois sempre um bando suficiente de pacóvios associado a um selecto numero de aprendizes de feiticeiro, aparece para suporte do imbecil.
Em suma, o Sr Regedor é um mais entre alguns outros. De tanto ver triunfar nulidades, chegamos a desacreditar da virtude, a rirmo-nos da honra e até a ter vergonha de ser honesto. A supressão da verdade como garantia do controle é uma coisa muito certa.
Mas haja saúde e os que por aí estiveram já verão o povo embasbacado diante o coliseu, aplaudindo bovinamente a OBRA. E tão curiosas são as coisas que, perante essa maravilha onde se vai cantar o fado, nem se lembram do mau serviço da previdência social, das más reformas, do inexistente apoio ao reformado ao idoso e ao ancião que está só, da carestia da vida, da falta de perspectiva do jovem que quer emprego, casar... e quer casa e já esquecia, o IVA a não sei quantos por cento, a gasolina que parece um balão de ar sempre a subir enfim, a carga tributária apertando o colarinho do cidadão pagante. Mas que interesse isso tem se há um coliseu que até pode virar circo!!?

Pedro Gama disse...

Caro Verdade Contra o Mundo. Não foi minha intensão ofendê-lo Se viveu assim tanto tempo naquela cidade saberá melhor do que eu daquilo que estou a falar. apanhou muitos anos de mandatos do regedor actual para saber que, aquilo que eu disse, é quase tudo verdade. O Coliseu existe. Não naquele pavilhão, mas na cidade. O Coliseu já existe por lá há muitos anos. Agora apenas tem uma sede...

Um abraço fraterno (corroborando todas as ideias de honra, moralidade e até a da vassourada que deixou aqui por cima)...

Um abraço amigo

Fuinha d'Elvas disse...

Subscrevo a proposta de Vasco Pulido Valente em mudar o nome do Concelho para Rondónia. Tchau!!!! Vou mesmo é morar para Marco de Canaveses....

Search