edição:Velho Conselheiro Ze de Mello a 23.8.05
Etiquetas:



Das primeiras referências históricas escritas sobre Elvas, feitas por viajante muçulmano no sec. IX este diz-nos que Elvas tinha um bom "souk" e lindas mulheres. Que a beleza das elvenses continua gracejando pelas ruas da urbe isso é indiscutível. Quanto ao sucesso dos mercadores, pelo que ouço, a cidade já viveu melhores dias. O amontoar de turcos e bronzes nos passeios e ruas do centro histórico, quer nos escaparates quer já nas mãos dos clientes, sobretudo de origem espanhola, passamos para uma requalificação das lojas e da própria urbe.
O centro comercial a céu aberto que são as arterias principais do later da cidade, ocupando a área da Judiaria Nova, têm cara lavada, melhor atendimento e simpatia e até nos permitem hoje em dia passear pelas suas sombras se termos que fugir ao ranger dos motores dos automoveis.
A rua de Alcamim é um lugar simpático, mas tanto a esta como às outras falta dinamismo empresarial.
Os mercadores estão à espera que os clientes portugueses espanhois ou alienigenas cheguem às suas bancas mas falta agressividade empresarial. Falta organização empresarial que estimule e promova a Cidade de Compras!
Espero que não estejam à espera que seja também o Regedor Municipal a tomar o lugar dos mercadores. É claro que a cidade deve ser promovida quer do ponto de vista comercial e turístico mas terão que ser quem tem os lucros que invistam numa politica de promoção comercial da cidade.
Como é meu dever posso deixar o meu pequeno contributo através de algumas ideias e também da promessa que a minha próxima jaqueta será aqui adquirida.
-Tabuleta nas entradas da cidade promovendo o comércio local
-Utilização comum de sacos de plásticos com a imagem de Elvas e a imagem do próprio comércio
-Participação em certames, feiras, exposições com divulgação comercial da cidade
-Cooperação entre a restauração e o comércio com a concessão de descontos pela utilização comum de serviços
-Elaboração de um directório de lojas a distribuir gratuítamente aos visitantes
-etc e tal...
Os tempos são de dificuldades mas só nadando não nos afogaremos!

1 comentários:

Rui Jesuino disse...

Excelente post com boas ideias para o nosso comércio. Acima de tudo falta dinamismo empresarial a quase todos os empresários portugueses ainda arreigados aos tempos da cartelização e do corporativismo do Estado Novo.
Quanto às ideias exprimidas pelo Exmo. Conselheiro elas deverão chegar aos ouvidos da A.C.I.S.E. porque penso serem bem vindas a todos os comerciantes do burgo.

Search