edição:Velho Conselheiro Ze de Mello a 19.10.09
Etiquetas:


Numa época em que os partidos em Elvas têm que avaliar o seu desempenho nas últimas autárquicas, e, em que o PS sai novamente fortalecido do combate eleitoral, são os perdedores aqueles que mais terão que reflecionar.

Se desde o domingo eleitoral desapareceu o cabeça de lista do MUDE (agora sim ficou mudo, como diziam os socialista em campanha) eis que o líder da comissão política do PSD em Elvas, José Júlio Cabaceira, reconhece que tinham as expetativas altas, auspiciando até 4 vereadores.

É sabido que a população fala da prepotência do poder instalado, e quiças esse rumores tenham feito sonhar os membros do PSD e do CDS, mas na hora da verdade os eleitores decidiram retomar a governação em Rondão.

Será porque as alternativas não se apresentavam convincentes? Ou para que apostar em quem não se conhece? Ou será que este faz como os outros não aceitando a vereação ou com o tempo perderá a confiança dos partidos por quem foi eleito?

Anunciado o fim de José Júlio Cabaceira à frente da comissão política local do PSD quem se lhe seguirá? Será que Simão das Dores está preparado para fazer quatro anos de campanha? Ou porventura os social-democratas pensam apresentar o seu próximo candidato apenas meses antes das autárquicas através de alguma outra associação?

Resumindo, este pode ser o principio da próxima corrida ou apenas o queimar de mais um elvense de centro direita.

Já agora alguém sabe do editor da Câmara dos Comuns?

TODOS SOMOS ELVAS!!

4 comentários:

Justiceiro Implacável disse...

É por ir atrás de cabecinhas de anónimos como a tua que o PSD de Elvas está no estado em que está!

Dizes que se fala de prepotência da Câmara!? Fala-se no vosso círculo de amigalhaços e conhecidos do PSD e CDS, porque no resto do Concelho não.

Vocês perdem muito tempo na Pousada e nas esplanadas da cidade jardim. São sempre os mesmos a dizer o mesmo e depois convencem-se que é verdade.

André Miguel disse...

Nem de propósito, realmente o nome da coligação cai que nem uma luva ao que a oposição em Elvas deve fazer.
Oposição na nossa cidade, como em qualquer local, deve ser construtiva, positiva e sempre numa óptica de colaboração, ao invés do bota-abaixo e da critica pela critica.
As pessoas estão cansadas do bota-baixismo e da critica negativa, pelo que este resultado aí está para o provar. Pelo menos que tenham aprendido a lição e reflictam na forma de ser oposição.

Francisco R. disse...

So para avisar senhor ze de mello que o actual presidente do PSD Elvas, está a pensar nao continuar no poder do partido cor de laranja...

Belo Blog(Viva a Elvas)!

democracia século 21 disse...

Os eleitores têm admiração e respeito por quem tem opinião própria e um mínimo de imaginação, os eleitores que estruralmente são da oposição teriam confiado o seu voto a Tiago Abreu ou mesmo a Vieira, a quem reconhecem ter capacidade de luta e sobretudo IMAGINAÇÂO para poder ser oposição.

O PSD-ELVAS só tem sabido colocar-se ao lado do Poder Socialista, com elogios reiterados quer à governação local de Rondão Almeida quer aos membros do Poder Central que se deslocaram a Elvas.

Se no PSD houvesse 1/4 de Tiago Abreu ou um Vieira outro "galo cantaria". Com a colagem sistemática aos Poderes Socialistas, o PSD-Elvas perdeu todo o espaço político e ajuda a "queimar" a verdadeira oposição feita em lúcida oposição pelo Tiago ou Vieira.

Caro Tiago:
Concorrer coligado com gente sem imaginação ou capacidade de luta que só sabe elogiar o Poder não vale a pena.(Veja-se o process da Aquelvas)
Concorra so!!!

Search