edição:Velho Conselheiro Ze de Mello a 17.3.09
Etiquetas:


Como os dias estão agradaveis para passear por ai vou deixar-vos hoje um conselho de passeio da memória. Não se trata de nenhum largo trajecto fisíco mas sim uma larga viagem na memória colectiva do burgo.


Com a nova sinalização turística que o Palácio do Regedor está a colocar por toda a Cidade, em breve está recomendação que hoje aqui deixo deixará de existir, assim que aproveitem já hoje!

Vamos a coisas concretas. Quem não se lembra da saudosa Pastelaria Flor Elvense? Alí bem no coração do Centro Histórico, em plena Rua da Cadeia? Pois bem, para além desta e muitos outros estabelecimentos de restauração e bebidas continuam actuais, pelo menos no último testemunho fisíco da sua existência, nos muppis que ainda polulam por alguns cantos da urbe, identicos a este que reproduzo.

1 comentários:

democracia século 21 disse...

O meu amigo João Cabeças percebeu, ao ver o estacionamento suprimido em ambos os lados da Rua da Cadeia, que o seu negócio foi condenado por quem o suprimiu, o executivo de Rondão Almeida.

A pastelaria "Flor" teve que ser encerrada, porque já não podia acolher os seus clientes de sempre.

Mas ironia do destino, o sinalizador municipal, continua a no-la recordar!

Search