edição:Velho Conselheiro Ze de Mello a 24.10.08

Texto enviado por Endovelico Bronconcios

Quando comecei a escrever estas linhas, fiquei na dúvida sobre se devia ou não escreve-las, mas depressa fiquei sem dúvidas e resolvi abordar o demagogo e sua demagogia. Decidi ir verificar se as definições que constam nos vários dicionários ainda eram as mesmas.

Vamos ver o que o dicionário da P.E. nos diz sobre o que é um demagogo - indivíduo que excita as paixões do povo, mostrando-se defensor dos seus interesses, mas tendo em vista a prossecução dos seus próprios pontos de vista.

Reli pausadamente um prospecto em folha A4 azul e letras a negro emanado do Palácio do Regedor e por ele assinado.

Parece que a Regedoria dá ouvidos a boatos, pois a génese desse comunicado tem como inspiração um boato.

Peço desculpa, mas quando se gasta o nosso dinheiro para desmentir boatos, temos aí o espelho de quem nos governa.

Bem, vamos lá ver qual é o boato, ou a desculpa para que e em nome do boato façamos apologia da demagogia.

Perguntei a alguns Elvenses, e em verdade nada sabiam do boato, aquilo que sim sabiam era que a Igreja do Cemitério estava fechada para umas supostas obras de recuperação, este era o boato, e fala o célebre prospecto azul que a Capela do Complexo, não o do cemitério, está aberta a todos.

Mas afinal, em que ficamos, seremos agora obrigados a deixar de que a Igreja fique fechada porque alguém tem interesse em que seja usada a Capela do Complexo.

Mas que obras, se no interior da mesma nem andaimes existem.

É um boato, e como a Igreja está fechada a 7 chaves, sempre o Regedor pode ir inventando os boatos que quiser para assim fazer "propaganda" da Capela, e defender mais uma privatização.

Mas não fiquem boquiabertos, se no próximo dia de Finados quem ao Cemitério for, encontrar a Igreja de S. Francisco vulgo do Cemitério, de portas abertas ao culto, ostentando uma bonita passadeira vermelha que também cobre o Altar Mor.

Estas foram as tão apregoadas obras de restauro

Pura Demagogia de um demagogo, ou a defesa de algo com mais interesse.

7 comentários:

issope disse...

Amigo Zé de Mello, eu pensava que o seu blog era sério e não publicava textos desta baixeza. Desculpe lá se me enganei.

Joana disse...

Tem razão issope, este tipo de comentários e assinados por esse anónimo "broconcios" só aparece no Despertador do Manuel António Torneiro que no geral é uma lixeira de maldade e de má fé.

democracia século 21 disse...

Eu pessoalmente aprecio a fina ironia deste seu colaborador de longa data.

Esta gentinha que só se sabe governar na órbita de Rondão Almeida quer calar toda a gente com ameaças de tribunal.

Continue a dar oportunidade às vozes alternativas, como democraticamente, quando por mérito, tem elogiado o poder.

Só assim terá a credibilidade dos seus leitores

Joana disse...

Como se pode ter credibilidade quando se publica lixo. Não quero ofendê-lo Mello, mas estes senhores que apoiam tudo o que é contra a Câmara e contra o seu Presidente já chateiam.
Não há nada que agrade a essa gente que só sabe dizer mal e que por isso não tem credibilidade nenhuma.

Ze de Mello disse...

Cara Joana,

Se entender enviar-nos um texto exaltando as virtudes e lavores do Regedor e da sua equipa terá o mesmo trato que todos os outros!

Experimente!

Ze de Mello disse...

Cara Joana,

recordo-lhe que a para atirar pedras à linha editorial do blogue e dos seus comentadores requer que ohe para os seus escritos, veja-se o que a Srª escreveu recentemente:

"Oh Dina, pelo menos os que lá aparecem são giros e bem vestidos, não são gordas e trambolhos como tu!! :):):)"

Aqui, e por parte do Zé de Mello, nunca ofendemos ninguém!

issope disse...

O zé de mello não se faça de coitado e não diga que nunca aqui ofendeu ninguém! Faça-me o grande favor de ser sincero, para não dizer outra coisa.
Uns dizem aqui o que pensam e outros limitam-se a fazer insinuações maldosas e jocosas! A Joana tem todo o direito de se sentir indignada e responder com revolta! Pior do que alguem que é sincero como a Joana, é alguém que usa risinhos e meias palavras, que insinua, que difama.

Search