edição:Velho Conselheiro Ze de Mello a 2.7.07
Etiquetas:



De regresso do período estival, e tendo acompanhado dentro dos possíveis o que se passava pelo nosso burgo, a grande novidade saiu do último Conclave do Palácio do Regedor de 27 de Junho, foi a despromoção de Nuno Mocinha no elenco municipal.
Segundo o próprio Regedor, em declarações a uma rádio local, isto deve-se a o Vice Regedor não ter autonomia decisória nas matérias económicas!
Depois de conhecidos os resultados eleitorais, e apurados os eleitos ao executivo, a grande incognita é saber que pelouros lhes serão distribuidos. Com esta distribuição é-lhes entregue pelo Regedor a responsabilidade de administrar as respectivas áreas com a respectiva cedência de competencias pelo mesmo.
Ora, segundo as mesmas declarações, isto não corresponde à practica em Elvas. As grandes questões são, na teoria, discutidas pelo colégio dos eleitos, sendo o vereador do pelouro o executante das mesmas. Em Elvas, o Vice Mocinha, está reunido com empresários, estes pedem-lhe mais 20 m2 de terreno, e lá tem este que pedir desculpas por ter que interromper e ir perguntar ao Regedor se pode ser!
Em último recurso o responsável máximo pela administração do Palácio é o Regedor, mas a explicação apresentada pelo Regedor, parece a este Velho Conselheiro um passar de atestado de mediocridade à sua equipa! Ou haverá outros motivos para esta descida de divisão do Vice Mocinha? Ou tudo gira em redor do Gabinete Presidencial, desde as negociações com empresários à compra de uma esferografica?

20 comentários:

Anónimo disse...

A concentração de poderes é própria das ditaduras, neste particular há o interesse de ficar com o que mexe com dinheiro, desqualificando o melhor dos seus vereadores.
O bagorro é um inculto, a elsa vive desligada do mundo real, a vitória é uma 2.ª escolha política e o Vintém está mais preocupado com a sua auto-promoção.
É a continuação da agonia socialista que levará ao caos total.

O Alentejano disse...

Próximo caos anunciado: inauguração do Museu de Arte Contemporânea de Elvas.
Numa terra em que a Cultura está fora da câmara, os ligados ao mundo real escrevem em blogs, as primeiras escolhas não fazem nada que se veja e os atentos na promoção de outros conversam em cafés, o que sobra?
Uns desgraçaditos que fizeram um Museu que é uma bandeira nacional!
Pouco?
Pouquíssimo, aqui no Zé de Mello é que se trabalha!
Convençam-se que o caos total vêm aí e vão ver o que vos vai acontecer nas eleições de 2009.
Agonia socialista é capaz de levar a outra vitória do mesmo género de 93, 97, 2001 e 2005.
A desvalorizar esta malta é que o Carpinteiro se tramou.

Guadiana disse...

- Quem és tu, Zé de Mello?
- Ninguém!

Dina disse...

Qual o interesse em descobrir quem é o Zé de Mello?
Se todos os que aqui vêm umas vezes concordam outras discordam, umas vezes acusam-no de ser partidário do Regedor outras do contrário e assim sucessivamente, qual o interesse em saber quem está por detrás do nick? Será que ao descobrirem a(s) pessoa(s) ela(s) se calará? Quem é que sai beneficiado com isso? O elenco camarário? A oposição? Ambos? Ninguém?

Anónimo disse...

quem é o ze de mello?
um grupo de filhos da puta ou de uma nota de vinte paus, tanto faz
morram no inferno cobardes
JAA

Anónimo disse...

O Mocinha tém cá fora uma carreira no Politécnico, não precisa da escumalha servil desempegada do rondão para nada. Isto permite-lhe pensar por ele próprio e ter sentido crítico, coisa que o rebanho socialista não permite. Esta independência financeira do mocinha desperta invejas e intrigas na família socialista, não podem suportar que alguém pense autonomamente. Já viram a feroz matilha de bobbis camarários nos blogs? A falta de espírito criativo é compensado com seguidismo cego!!!

Anónimo disse...

A carreira no Politecnico não é assim tão certa.....
Onde estava o vinculo....
Apenas contratual...
Dai que a independencia económica não esteja tão certa.
Só se passar pelas empresas espanholas com quem estebeleceu relações de proximidade mais recentes...

Anónimo disse...

Ó Mocinha, deixós falari tens sempre o Politécnico e se o rondão e o paulo dias voltarem a ser arguidos por causa das negociatas, tu ficas ilibado, só eles é que têm a mão na massa!!! Tu és um gestor, não precisas da política!!!

alentejano disse...

percurso do Mocinha, na câmara:
- foi técnico
- foi vereador
- é vice-presidente
- vai ser presidente
Se esta ascensão se concretizar, isto é que é baixar de divisão!

olivenza disse...

"Ferroz matilha de bobbis camarários" - isto é que é linguagem correcta.
Os outros que escrevem nos blogs não são cães de matilha; é tudo gente séria e honesta,

Anónimo disse...

Constituição da próxima lista da Aliança Democrática para vencer o rondão:
1.º-Tiago Abreu(PP);
2.º-Nuno Mocinha(Independente);
3.º-Dr. Cabaceira(PSD);
4.º-Marco Sequeira(PSD);
5.º-Rogério Soares(PSD.
O Barradas e o Paiva têm demonstrado ser socialistas, e foram para o PS trocados pelo Mocinha.

Boa-Fé disse...

O poeta popular António Aleixo dizia:

A mentura para ser pura
E atingir profundidade
Tem de trazer à mistura
Qualquer coisa de verdade

Então o Mocinha à frente do Tiago tem algum cabimento. Tem de haver um mínimo de credibilidade nas piadas.
Por favor...

Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Senhor da Piedade disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Anónimo disse...

O Mocinha nunca vai bater com a porta ele é politico profissional.

Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Anónimo disse...

Pokaralho Zé du melo

Anónimo disse...

abaixo a censura! não se pode já falar no senhor que escreve na pag 10 do linhas de elvas e é dono deste blog

Anónimo disse...

Depois do "AVISO" de hoje, a malta já tá com medo de comentar!!!

Anónimo disse...

Penso que o responsável por este blog deveria excluir as mensagens porcas e nojentas que alguns ordinários escrevem.Sejam honestos e escrevam sem palavrões.De escumalha está o Mundo cheio, caramba.

Search