edição:Velho Conselheiro Ze de Mello a 27.8.07
Etiquetas:







A Diocese de Elvas foi criada por uma bula do Papa Pio V de 9 de Junho de 1570, a pedido de D. Sebastião, com territórios de Évora, Olivença, Campo Maior e Ouguela anexos à de Ceuta ficando sediada na cidade de Elvas e sufragânea da arquidiocese de Évora. Foi suprimida em 30 de Setembro de 1881, com a remodelação diocesana ordenada por Leão XIII na Bula "Gravissimum Christi". O seu território foi maioritariamente reintegrado na Arquidiocese de Évora (com excepção das freguesias de Degolados e Cabeço de Vide e do concelho de Alter do Chão, que passaram para a diocese de Portalegre).







Estes foram os Prelados que ocuparam a cadeira Episcopal de Elvas:







  1. António Mendes de Carvalho (1571-1591)

  2. António Matos de Noronha (1591-1610)

  3. Rui (Rodrigo) Pires da Veiga (1612-1616)

  4. Frei Lourenço de Távora (1617-1625)

  5. Sebastião de Matos de Noronha (1626-1636), também Arcebispo de Braga

  6. Manuel da Cunha (1638-1658)

  7. João de Melo (1671-1673)

  8. Alexandre da Silva Botelho (1673-1681)

  9. Frei Valério de São Raimundo (1683-1689)

  10. Jerónimo Soares (1690-1694)

  11. Bento de Beja Noronha (1694-1700)

  12. António Pereira da Silva (1701-1704)

  13. Nuno da Cunha e Ataíde (1705), eleito, não aceitou o cargo

  14. Pedro de Lencastre (1706-1713)

  15. Fernando de Faro (1714)

  16. João de Sousa de Castelo-Branco (1716-1728)

  17. Pedro de Villas-Boas e Sampaio (1734)

  18. Baltazar de Faria Villas-Boas (1743-1757)

  19. Lourenço de Lencastre (1759-1780) - Foi este o prelado quem encomendou o órgão

  20. João Teixeira de Carvalho (1780-1792)

  21. Frei Diogo de Jesus Jardim (1793-1796)

  22. José da Costa Torres (1796-1806)

  23. José Joaquim da Cunha de Azeredo Coutinho (1806-1818)

  24. Frei Joaquim de Menezes e Ataíde (1820-1828)

  25. Frei Ângelo de Nossa Senhora da Boa-Morte (1832-1852)



A diocese esteve vaga entre 1852 e 1881.

Presentemente, o título de bispo titular de Elvas continua a ser usado por bispos auxiliares, à semelhança do que sucede com outras dioceses históricas de Portugal extintas:



  • André Jacquemin (1969-1970)

  • Raymond Joseph Louis Bouchex (1972-1978)

  • Armindo Lopes Coelho (1979-1982), depois bispo de Viana do Castelo e actual bispo do Porto

  • José Augusto Martins Fernandes Pedreira (1982-1997), actual bispo de Viana do Castelo

  • Tomás Pedro Barbosa da Silva Nunes (desde 1998), bispo auxiliar do Patriarcado de Lisboa

2 comentários:

Anónimo disse...

...estamos desgraçados o estado retira-nos os Serviços Públicos, a Igreja retirou-nos a Sede Episcopal...

...eu cá por mim, quero pertencer como Elvense à dicese de Badajoz...

O REBELDE disse...

EU FAZIA O MESMO QUE MARQUÊS DE POMBAL EMBARCAVA-OS TODOS OS PADRES BISPOS E OS NOSSOS GOVERNÓLAS E DEITADOS NO ALTO MAR AOS TUBARÕES E ACABAVA COM ESTES PARASITAS AO CIMO DESTE BOM PAIS PORTUGAL , PODERIA SER QUE MELHORA-SE UM POUCO MAS SE CONTIA-SE POR CÁ MAIS ALGUÉM FARIA OUTRA VIAGEM AOS RESTANTES.

Search