edição:Velho Conselheiro Ze de Mello a 20.11.06
Etiquetas: ,

Foi manchete na última edição do Linhas de Elvas a investigação que o DIAP de Évora está a realizar ao executivo anterior do Palácio do Regedor que nos últimos dias de 2002 concedeu 50.000€ (Dez milhões de escudos) ao O Elvas CAD para este fazer frente a uma dívida de 75.000€.
Apesar de este Velho Conselheiro não acreditar que o Regedor tenha cometido alguma irregularidade na concessão deste subsídio, já o mesmo não se pode dizer da decisão moral de o fazer.
A gestão das finanças locais do Palácio, já reconhecida como das melhores a nível autarquico em Portugal, está segundo as últimas informações sem quaisqueres dívidas ou tendo as mesmas devidamente negociadas.
Ao conceder esse montante ao clube de futebol o Regedor retirou aos cofres do munícipio um montante que o foi libertar momentaneamente da guilhotina. Contudo esse antibiótico tem sido administrado como repetida terapia e recordemos que na última crise directiva esta só se resolveu depois do sócio Regedor garantir a continuação do fármaco administrado via munícipio. É uma solução repetitiva que não devia alimentar a existência de profissionais de futebol através de dinheiro dos municipes.
A falta de interesse por parte dos sócios, os fracos resultados desportivos e a inexistência de um suporte popular são o espelho mais concreto que o futebol profissional em Elvas tem os dias contados enquanto não houver uma estrutura financeira própria que o avalise.
Quanto à autarquia esta deve, na óptica deste Velho Conselheiro, deixar de financiar o desporto profissional dedicando-se em exclusivo áquilo que a lei lhe determina: a promoção do desporto para os cidadãos.

8 comentários:

Anti-Reaccao disse...

Sr. Zé o Elvas não é uma equipa profissional mas amadora e a investigação e também a notícia foi despoletada pelo Manuel António como se nota no jornal.
Ainda não tenho opinião formada em relação a subsídios a equipas de futebol. Se o subsídio for para a formação de jovens concordo plenamente mas para equipas profissionais ou semi-profissionais tenho as minhas reticências embora perceba que as mesmas também divulgam a cidade/vila donde são originárias. O governo regional da Madeira só para quem não conheça atribui subsídios no valor de 5 milhões de euros aos clubes madeirenses da I Liga (Marítimo e Nacional).

jovem elvense disse...

sr anti-reação "O ELVAS" é uma equipa profissional não amadora. "O ELVAS" tem os dias contados não á maneira de sobreviver, cada presidente que passa naquela instituição vai deixando moça e o sr. EC como nós sabemos vai acabar com o resto...

pafuncio disse...

Sou por norma anti subsidio,tipo o RUI RIO.
Agora não compreendo porque só querem tirar o subsidio ao Elvas cad e não falam dos outros espectáculos subsidiados.
Os artistas que vêm atuar a Elvas no S.Mateus não são profissionais? quanto custam? que beneficios trás para os cidadãos?As concentrações motares e similares quanto custam?
Meia maratona,Noites de verão na maioria feitos por profissionais etc!!!!!!~E agora os espectácukos do coliseu touradas, Pontes etc
Não conheço muito das escolas do elvas cad, dizem ser mais de 200 miudos a praticar e a aprender desporto, só existe essas escolas por o elvas ter uma actividade a nivel de seniores.
O Zé de Mello até teria razão, se fizesse a defesa da estinção do subsidio a tudo.
Sou sócio do elvas e não vou ao futebol, gosto que o Elvas ganhe mas para mim não é importante, o importante é a história e o orgulho que se tem por uma instituição que deu internacionais como o PATALINO E O LUIS VIDIGAL nos seniores e O ZÉ SOARES camadas jovens
Pai filho e neto já praticaram desporto nesta instituição que melhor "promoção do desporto para os cidadãos"?

pafuncio disse...

Sou por norma anti subsidio,tipo o RUI RIO.
Agora não compreendo porque só querem tirar o subsidio ao Elvas cad e não falam dos outros espectáculos subsidiados.
Os artistas que vêm atuar a Elvas no S.Mateus não são profissionais? quanto custam? que beneficios trás para os cidadãos?As concentrações motares e similares quanto custam?
Meia maratona,Noites de verão na maioria feitos por profissionais etc!!!!!!~E agora os espectácukos do coliseu touradas, Pontes etc
Não conheço muito das escolas do elvas cad, dizem ser mais de 200 miudos a praticar e a aprender desporto, só existe essas escolas por o elvas ter uma actividade a nivel de seniores.
O Zé de Mello até teria razão, se fizesse a defesa da estinção do subsidio a tudo.
Sou sócio do elvas e não vou ao futebol, gosto que o Elvas ganhe mas para mim não é importante, o importante é a história e o orgulho que se tem por uma instituição que deu internacionais como o PATALINO E O LUIS VIDIGAL nos seniores e O ZÉ SOARES camadas jovens
Pai filho e neto já praticaram desporto nesta instituição que melhor "promoção do desporto para os cidadãos"?

Ze de Mello disse...

Caro Conselheiro Pafuncio,

Não defendo nem advogo a morte do NOSSO O Elvas, o que me parece indecente é que sejam dinheiros públicos a pagar impostos e contribuições que um clube desportivo deve ao Estado em resultado do pagamento de vencimento a jogadores profissionais de futebol!

Pagar a artistas ou patrocinar eventos não é a mesma coisa! Deveria ser o subsidio esporadico o método a utilizar também para O Elvas como para os restantes clubes da Cidade e Concelho!

pafuncio disse...

Eu não concordo com a maneira como o regedor torna as instituições subsidio dependentes.
A lei preve contratos programa , seria a maneira correta de ajudar todas as instituições, este metodo tirava parte do control que o regedor exerce, inclusive o de poder escolher quem é ou não director por isso,não o utiliza prefere o beija mão e assim sendo nada feito.
Hoje ao ser constituido arguido, já deve a estar a pensar duas vezes.
Os impostos que o Elvas devia, são consequencia deste tipo de administração, que se limita a gerir o subsidio que o Regedor concede, originando má gestão, e desresponsabilçização das pessoas.
VIVA O ELVAS CAD

pafuncio disse...

Eu não concordo com a maneira como o regedor torna as instituições subsidio dependentes.
A lei preve contratos programa , seria a maneira correta de ajudar todas as instituições, este metodo tirava parte do control que o regedor exerce, inclusive o de poder escolher quem é ou não director por isso,não o utiliza prefere o beija mão e assim sendo nada feito.
Hoje ao ser constituido arguido, já deve a estar a pensar duas vezes.
Os impostos que o Elvas devia, são consequencia deste tipo de administração, que se limita a gerir o subsidio que o Regedor concede, originando má gestão, e desresponsabilçização das pessoas.
VIVA O ELVAS CAD

rosamaria disse...

O SR. ZÉ DE MELLO PORQUE SERÁ QUE NESTE BLOG NÃO SE DISCUTE A DERRAPAGEM DO ORÇAMENTO QUE HOSPITAL DE STª LUZIA DE ELVAS E A DIVIDA AXTRONÓMICA QUE SE ESTÁ ACULULANDO NO LADO DE LÁ DA FRONTEIRA?
PORQUE SERÁ QUE NINGUEM FALA NESSE ASSUNTO E NÃO VEM AQUI PARA SE OPINAR??? SR.ZÉ DE MELLO NESSE CONTEXTO TAMBÉM É OS DINHEIROS DOS CONTRIBUINTES DESTA E DE OUTRAS CIDADES QUE PAGAM SERVIÇOS QUE NÃO UZAM! SÓ ALGUNS BENEFICIAM A GRANDE... A RADIO DE ELVAS TEM DONO QUE TAMBÉM TRABALHA NO BURGO A RADIO RENASCENÇA TAMBÉM NÃO QUER ENTREVISTAS COM QUALQUER PESSOA OU ASSUNTO QUE SEJA DESMENTIR O BURGO..OS JORNAIS IGUAL...
TUDO CONTROLADO CALADO E CAPADO..
BOA TARDE

Search