edição:Velho Conselheiro Ze de Mello a 22.9.06
Etiquetas:

Por primeira vez em mais de um ano de existência deste blogue trago um eco do Jornal "O Despertador", o que muito me satisfaz!
Na sua edição de dia 20 de Setembro e como tema de capa uma entrevista ao Regedor sobre o Coliseu:

"O objectivo de construir um equipamento com aquelas características foi dar resposta a uma necessidade que o Alentejo e a Extremadura espanhola tem (...)"

"Este equipamento reúne todas as condições e por isso mesmo é que já lá está até o placard electrónico colocado e por isso mesmo é que temos três tipos de piso, para campeonatos nacionais na área do basquetebol, do voley, e também o piso em madeira que é o exigido para as provas internacionais, ou seja é um pavilhão que tem três tipos de pisos, que podem ser retirados uns e colocados outros, segundo e conforme as exigências das modalidades desportivas.Também para o próprio espectáculo artístico temos dois tipos de piso, ou pode ser mesmo em cima da terra, ou em cima do próprio cimento ou em cima de um estrado devidamente alcatifado com cadeiras de plateia."

"Até Dezembro deste ano vamos administrá-lo directamente, isto para nos dar tempo a lançarmos os concursos para as diversas concessões, uma vez que queremos concessionar a vertente dos touros a um empresário que perceba dessa área; a vertente dos grandes espectáculos a empresários que criam grandes tournées dos grandes símbolos da música nacional e internacional em Portugal; e depois na parte desportiva ficará a Câmara a assumir directamente, negociando com as diversas federações (...)"

"O investimento global naquele equipamento andará na ordem dos sete milhões e quinhentos mil euros, ou seja, na moeda antiga um milhão e quinhentos mil contos."

"Em primeiro lugar quero deixar bem claro de que eu não atribuí o nome ao Coliseu, aliás eu não estive nessa dita discussão, se é que houve alguma discussão, não houve discussão nenhuma. (...)"

"Isto nunca aconteceu em Elvas, qualquer equipamento que na sua inauguração o seu espectáculo fosse transmitido em directo para qualquer dos canais, pelo contrário, em Elvas o que é levado para o ar, em directo, é quando há qualquer coisa negativa, nunca quando há uma coisa positiva. (...)"

Veja toda a entrevista aqui

9 comentários:

Dorsia disse...

Concordo com algumas coisas e discordo de outras que o Regedor faz na cidade. A verdade é que tem um pode de retórica e dialéctica que penso que me consegue convencer. Esperemos para ver o que o Coliseu dá. De momento, os meus Parabéns.

Anónimo disse...

Há quem diga que esta obra é demasiado cara para os cofres da Autarquia e desajustada para a cidade. Há, também, quem a elogie e considere perfeitamente adequada.
São dúvidas e expectativas que ficam no ar e que só o futuro vai permitir dissipar.
Agora, com a obra concluída e prestes a ser inaugurada, resta-nos esperar que os eventos a ter lugar neste espaço e nesta cidade justifiquem o investimento feito.

TORRE DE ATALAIA disse...

Um poder de retórica? Amigo eu diria e com todo o respeito pelos negociantes, que o poder do Alcalde é o poder de um negociante e, nessas condiçoes, negoceia muito bem sobretudo com a pobreza mental, com o oportunismo politico e sempre escudado pelos acólitos. Nao me restam duvidas de que a beleza (funcionalidade?) da cidade melhorou mas tudo o que a autarquia gastou, dinheiro de todos os contribuintes, nao implicou, minimamente, qualquer refelxo positivo que possa acalentar um desenvoolvimento sustentado para a regiao. Portugal está numa profundissima crise de valores, a diário as noticias o dizem e explicam, mas nada acontece porque quem manda prefere o paninho de água quente para solucionar crises.
Nao creio, portanto, que o pavilhao que agora sustenta o nome do pseudo caudillo, vá servir para mais alguma coisa de util do que espectaculos tauromáquicos (alguns) espectaculos musicais pimba (muitos) e uma que outra coisa fuleira mas sempre frutífera para o sr regedor.
Pode esse senhor dizer tudo o que quiser, argumentar com o que entender, que nada, absolutamente nada, lhe retirará o mau gosto com que se vestiu ao tornar-se, ele assim pensa, o messias renovador de cidade que subjugou aos seus mais mesquinhos interesses e da qual exige vassalagem através nao das forças vivas (que nao existem, infelizmente) mas das forças mortas, minadas já pela artrite, o reumático e, pior do que todas as coisas, reflectem tudo o que nao foi feito antes: dar instruçao às pessoas para que assim possam, com mais propriedade, avaliar, ajuizar e criticar. E até mesmo defendê-lo!
O pavilhao, desculpem, o coliseu, jamais alcançará a darà cidade de Elvas o status de uma cidade culta da mesma forma que uma pseudo escola superior proporcionando pseudo cursos superiores, abonará à cidade o status de cidade universitária. Alguns, poucos, mas alicerçados nos interesses imediatistas do costume, sao os únicos que defendem tamanha insensatez. E, claro está, quem vier atrás do ultimo que feche a porta!

rosamaria disse...

Certo... tudo o que se diz aqui...Mas saiam desta pequena dimenção e vão até ao palácio da rondonia..vão as assembleias de camara... quando estas são abertas e digam o que sentem ...dê também a sau opinião ali...discutam estas verdades bem na cara dos responsaveis e de alguma participem nas história desta cidade...
Aqui falam...falam mas depois não fazem nada..Ou antes pelo contrário... quando Ele o rejedor fala baixam a cabeça até ao chão numa submição que até dá dó.E depois só falam nas costas...Assim não vale.
É que eu digo-lhe tudo o que sinto o que penso...e muito mais do que por vezes aqui comento,se medo...Desculpem este desabafo mas é o sinto...e apeteceu-me partilhar esse meu sentimento..
Boa noite a boas festas por cá

TORRE DE ATALAIA disse...

Estimada Rosamaria
Em outros regimes, é aceitável que se façam as coisas que vc postula. POrém, na cidade de Elvas, as coisas funcionam um pouco ao contrário do que deveria ser a normalidade e isso por motivos óbvios. Nao desejo ser tribuno de coisa nenhuma mas isso nao impede que emita opinoes, brinque, ria ou chore pelas coisas nefastas qiue se passam no nosso cantinho. Ir à assembleia dessa cidade e falar para os que estapo no poleiro, é pura perda de tempo!! E tudo, acima de tudo mesmo, porque falar com tal gente é deitar pérolas a porcos e eu nao desejo perder meu tempo. Já pensei numa carta aberta mas teria de utilizar uma linguagem rasa para que o regedor me pudesse entender e isso, além de complicado, nao me permitia abordar as questoes pelo lado adequado. Nestas circunstancias, sob a Torre da Atalaia, mantenho a minha atençao sobre as coisas do burgo.
Nao se trata de cobradia nem coisa pelo estilo mas apenas uma opçao porque nisto da politica, quem se mete na dialética mais se afunda e eu estou muito bem ponde estou.
Rodsamaria um Feliz S. Mateus...

Anónimo disse...

Já estou a ver o nosso imperador Neru a ser " levado para o ar" pelo canal estatal,que o nosso sr jesus da piedade o ajude e não o deixe ser levado muito para o ar e desapareça ou então, que se esborrache ao descer de tão alto.
O homem disse "quero deixar bem claro que eu não atribui o nome ao coliseu"e diz mais "eu não estive nessa dita discussão" e acrescenta"se é que houve alguma discussão" e conclui"não houve discussão nenhuma"(...)
O que é que a rosa quer dizer a um homem destes,que menospreza a inteligencia dos outros, tem razão a torre não se devem deitar perolas a porcos.
NOTA: LEIAM O HOY E VEJAM COMO O REGEDOR É TRATADO PELO YBARRA A BAIXO DE CÃO dia 21 ou 22/9

Anónimo disse...

E viva o poder autárquico! Para cortes cá estão os funcionários públicos!
Também fizeram uma ponte em Lisboa que logo baptizaram de Salazar ...agora é 25 de Abril!

rosamaria disse...

A vida???
Só se for a de alguns conformistas habituados a viver por conta...
E quanto aos funcionários...bom, muitos a deslocarem-se durante anos para o emprego...onde pouco trabalhavram e nessa altura o que diziam?
Agora é só colheram o que semearam...É a vida...
E quanto ao 25 de Abril é uma pena...que quase lamento pelos que arriscaram a vida naquele tempo para que hoje tudo fosse mentira e lucros para alguns.
Boa noite torre da atalaia e aos anonimos.
Boas feiras na festa

rosamaria disse...

A vida???
Só se for a de alguns conformistas habituados a viver por conta...
E quanto aos funcionários...bom, muitos a deslocarem-se durante anos para o emprego...onde pouco trabalhavram e nessa altura o que diziam?
Agora é só colheram o que semearam...É a vida...
E quanto ao 25 de Abril é uma pena...que quase lamento pelos que arriscaram a vida naquele tempo para que hoje tudo fosse mentira e lucros para alguns.
Boa noite torre da atalaia e aos anonimos.
Boas feiras na festa

Search